SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

O valor do SEF

Os inspetores do SEF dão muito e recebem muito pouco.

Acácio Pereira

11.04.2016 00:30
  • Partilhe
Se há coisa que orgulha os inspetores do SEF é o facto de terem cumprido sempre as missões com máxima competência, independentemente de questões conjunturais financeiras, técnicas ou políticas. São profissionais com elevado sentido de Estado e de uma inquestionável dedicação ao serviço público, contribuindo para garantir a segurança nacional e da União Europeia.

Os inspetores do SEF – apesar de serem muito menos do que deviam ser... – abraçaram sempre, sem hesitação, novas missões. Assim foi esta semana, mais uma vez, com o envio de 34 inspetores para a Grécia no âmbito das operações Frontex junto dos refugiados e migrantes que aí vão chegando.

Os parceiros europeus não cessam de elogiar a competência dos inspetores de Portugal, mas estes, infelizmente, não têm razões para sorrir. Sem o necessário efetivo de pessoal, sem um estatuto de pessoal atualizado e adequado, sem um regime de aposentação e disponibilidade próprio de um serviço de segurança, trabalhado em condições pouco dignas, os inspetores do SEF dão muito e recebem muito pouco. É urgente dar-lhes condições para manterem alto o padrão com que defendem a segurança nacional e europeia.

Acácio Pereira

Presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do SEF

0
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Enviar o artigo: O valor do SEF
Comentários
enviar
MAIS OPINIÕES DE Acácio Pereira
Receba diariamente as principais notícias ok
voltar ao topo