04.07.2016  00:30
Brexit e plano B
Controlo de fronteiras vai sofrer profundas alterações.
  • Partilhe
Por Acácio Pereira

Numa semana que ficou marcada pela discussão das consequências do ‘Brexit’, quer para o Reino Unido quer para a União Europeia (UE), dominaram a incerteza, a indefinição e a ausência de qualquer estratégia para o futuro.

Ninguém estava a contar. É que, mais do que questões financeiras ou económicas, acabaram por ser os medos da imigração e os fantasmas de invasões da velha Albion por hordas de imigrantes e refugiados a pesar na decisão de muitos eleitores. Por isso, não deixa de ser irónico que a saída do Reino Unido da UE venha colocar os seus cidadãos em condições muitos desfavoráveis no que diz respeito a essa questão.

O ‘Brexit’ irá obrigar a profundas alterações operacionais no controlo de fronteiras, dos aeroportos e dos portos nacionais, prevendo-se que os cidadãos britânicos tenham de ir engrossar as já longas filas de passageiros provenientes de Estados terceiros. Em Portugal, por exemplo, irá obrigar o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) a aumentar a sua capacidade de trabalho, de vigilância e de investigação. O Reino Unido aparentemente não tinha ‘plano B’, mas será que no nosso país o Ministério da Administração Interna o tem? O pior é fingir que nada aconteceu.

Siga o CM no Facebook.

PUBLICIDADE