Parque das Nações - Início
Oceanário de Lisboa
Atlântico - Pavilhão Multiusos de Lisboa
Conceito e Objectivos, Infraestruturas, Arquitectura e Paisagismo, Arte Urbana, Zonas Residenciais, Centro de Negócios, Comércio e Lazer, Venda de Terrenos
Objectivos, Como Era..., Estratégia Ambiental, Monitorização, Divulgação e Sensibilização
Tema, Participantes, Recinto, Serviços, Eventos, Edições, Notícias
Estação do Oriente, Acessos, Estacionamentos, Alojamento
Espectáculos, Diversões, Eventos, Exposições, Pavilhões e Museus, Espaços Exteriores
Restauração e Lojas
Programa Educação, Rota das Nações, Oficina de Ambiente, Ambiente Divertido, Atelier dos Oceanos

Notas de Imprensa, Revista Parque Contactos

 

Pavilhão Praça SONY

Aluguer de Espaços Aluguer de Equipamento Serviços ao Visitante Serviços Externos Provedoria da Qualidade Patrocínios

...e recomendações

Materiais Informativos

O Posto de Informação disponibiliza material para consulta durante a visita ao Parque das Nações, com informação sobre espectáculos, eventos, pavilhões, exposições e restauração, entre outras.

Cartão do Parque

O Cartão do Parque é um produto destinado ao visitante do Parque das Nações que tem como objectivo facultar tempo, conforto e economia.

Válido para 3 dias a partir do dia da compra (inclusivé), pode ser adquirido nas Lojas do Parque e no Posto de Informação da Alameda dos Oceanos.

Adulto - 1 Adulto (18 / 64 anos) - 2 500$00

Família - 2 Adultos + 2 Júniores ou 2 Séniores - 6 850$00

Plus - 1 Sénior (+ 65 anos) ou 1 Júnior (4 / 17 anos) - 1 200$00

Circulação de Viaturas

No Parque das Nações circulam viaturas, ainda que a velocidade reduzida, pelo que os visitantes devem circular nas zonas pedonais.

Higiene

O Parque das Nações é seu. Não deite lixo no chão.

Se se fizer acompanhar do seu animal de companhia, zele pela sua higiene. Caso necessite, pode obter gratuitamente um kit de higiene animal, quer no Posto de Informação da Alameda dos Oceanos, quer nas cabines de controlo de tráfego do Parque das Nações.

Por razões de segurança, sugerimos a todos os proprietários de animais de companhia, a leitura atenta do resumo do Decreto Lei nr. 317/85 de 02 de Agosto de 1985 do Ministério da Agricultura, artigos 11, 12, 19 e 59, que refere as seguintes normas:

  1. É proibida a presença em lugares públicos de cães sem açamo funcional, excepto quando conduzidos à trela. Entende-se por açamo funcional aquele que, aplicado ao animal sem lhe dificultar a respiração, não lhe permita comer nem morder.
  2. O proprietário, possuidor ou responsável por cão, gato ou animal de companhia que cause ferimentos, lesões ou danos materiais a terceiros ou sua propriedade, será responsável pelas despesas decorrentes da agressão.
  3. Exceptuam-se do disposto no artigo anterior, as lesões ou danos materiais provocados por cães em defesa do proprietário, possuidor ou responsável, e seus agregados familiares ou bens.

Extracto do regulamento de resíduos sólidos de Lisboa, relativo aos dejectos dos animais.

Artigo 30º

Os proprietários ou acompanhantes de animais devem proceder à limpeza e remoção imediata dos dejectos produzidos por estes animais nas vias e outros espaços públicos, excepto os provenientes de cães-guia quando acompanhantes de cegos.

Artigo 31º

  1. Na limpeza e remoção dos dejectos de animais devem os mesmos ser devidamente acondicionados de forma hermética, para evitar qualquer insalubridade.
  2. A deposição dos dejectos de animais, acondicionados nos termos do número anterior, deve ser efectuada nos equipamentos de deposição existentes na via pública, nomeadamente sacões e papeleiras.

Artigo 72º

A violação ao disposto no artigo 30º e no n.º 1 do artigo 31º constitui contra-ordenação punida com coima de 5.000$00 (cinco mil escudos) a uma vez o salário mínimo nacional dos trabalhadores da indústria.

© 1998, 2000 Parque EXPO 98, S.A.
Envie os seus comentários para info@parquedasnacoes.pt
Mantido por webmaster@parquedasnacoes.pt
Última actualização em 01 Sep 2000 10:28