GRIDSOM

O ClusterUL encontra-se no Centro de Informática da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão e está destinado à utilização académica, permitindo o desenvolvimento de projectos de investigação em engenharia e simulação.

Neste momento encontra-se em fase de teste para certificação e posteriror entrada em produção na infra-estrutura de computação GRID no âmbito do EGEE.

Localização: 2º Piso do CIUL

ClusterUL

ClusterUL

Fase1:

15 nós
- Scientific Linux v3.0.5
- Middleware gLite
ce01.fam.ulusiada.pt
- PBS (Portable Batch System)
- Maui
- Servidor Torque
wn[01-10].fam.ulusiada.pt - Cliente Torque
- Processador PIV 2.0 GHz
ui01.fam.ulusiada.pt
- Submissão de tarefas
- Autenticação e certificados
se01-dmp.fam.ulusiada.pt
- Servidor DPM (Data Pool Manager)
se01-dpm-poolnode
- Cliente DPM 500 GB
mon01.fam.ulusiada.pt
- GridICE
- Localização e certificação
- Recursos e tarefas

Foto

Manutenção e Operação

 

Rui Lima
Fernando Silva
Carlos RIbeiro

Redes Neuronais

 

Prof. Rui Silva.

Computação GRID

LIP

 

 

LHC

O LIP encontra-se envolvido em diversas experiências de Física de Altas Energias de entre as quais se destacam as experiências ATLAS e CMS pela sua dimensão, requisitos e complexidade.  Estas experiências vão ser realizadas no CERN usando o acelerador de partículas LHC que se encontra em fase de instalação, e irão produzir quantidades massivas de dados digitais (aprox. 8 Petabytes por ano). Para processar estes dados serão necessários mais de 200.000 computadores disponibilizados por laboratórios de todo o mundo.

O paradigma de computação grid está a ser usado para desenvolver uma infra-estrutura distribuída para integração dos recursos computacionais disponíveis para o LHC, de modo a permitir o processamento dos dados produzidos pelas experiências. As tecnologias grid em desenvolvimento pela comunidade da Física de Altas Energias são genéricas podendo ser aplicadas a qualquer outra área cientifica ou tecnológica onde seja necessário o processamento de grandes quantidades de informação.

A Iniciativa Nacional GRID

ING

 

A Iniciativa Nacional GRID visa apoiar o desenvolvimento de estruturas de suporte à computação distribuída para a partilha de recursos na resolução de problemas complexos com necessidade de processamento intensivo de dados, e assegurar o desenvolvimento de competências e capacidades nacionais de interesse estratégico para a evolução deste tipo de computação distribuída em Portugal.

EGEE

 

 

 

 

 

 

 

EGEE

 

(Enable Grids for E-sciencE) é um projecto financiado pela União Europeia no contexto do sexto programa quadro para a investigação e desenvolvimento tecnológico. O projecto tem por objectivo disponibilizar uma infra-estrutura internacional de calculo cientifico baseada em tecnologias grid, obedecendo a elevados padrões de qualidade e disponibilidade. A infra-estrutura destina-se a proporcionar aos investigadores académicos e industriais meios que permitam a resolução de problemas complexos com elevados requisitos computacionais. O projecto encontra-se vocacionado para a implementação da infra-estrutura disponibilizando todos os serviços necessários à integração de recursos computacionais e suporte aos utilizadores. EGEE conta com 90 parceiros de 32 países organizados em 12 federações correspondentes a diferentes áreas geográficas. Tendo tido inicio em Abril de 2004 é um dos maiores projectos deste tipo. EGEE faz parte de um programa de quatro anos divido em dois projectos de dois anos. Actualmente o EGEE encontra-se na segunda fase deste programa designada EGEE-II.

   

 

 

CLEGI | CIUL | Universidade Lusíada © March, 2008