fevereiro 26, 2007

EXPOSIÇAO DE BANDA DESENHADA NAS BELAS ARTES

imaginarte09.jpg

FOTOSIMAG1.jpg

Publicado por jmachado em 08:54 PM | Comentários (101) | TrackBack

fevereiro 23, 2007

XI SALAO LUSO-GALAICO DE CARICATURA VILA REAL /2007

MIGUEL TORGA ou a poética da vida

1 Aberto à participação de todos os artistas gráficos com humor, residentes
em Portugal e na Galiza.

2. O tema lançado a desafio aos humoristas, este ano, é "MIGUEL TORGA, OU A
POÉTICA DA VIDA" (já que este ano é o centenário do genial poeta). Todos os
participantes devem enviar UMA CARICATURA DE TORGA, ou um trabalho sobre
algum aspecto da sua vida ou da sua obra. Para além deste trabalho
obrigatório, podem mandar caricaturas de outros poetas, ou alegorias
humorísticas ao lado poético da vida.

3. Cada artista pode enviar até 4 trabalhos, em preto e branco formato não
superior a A3 (de preferência A4), aberto a todas as técnicas e estilos, (os
trabalhos feitos a computador, para alem do seu envio em suporte informático
- CD ou disquete a 300 dpis Jpeg – devem ter também um prints em A4,
assinados à mão e numerados 1/1) como caricatura, cartoon, desenho de
humor, tira, prancha de bd (história num prancha única)... devendo estes vir
identificados no verso com nome e morada, e-mail, telefone e nº
contribuinte.

4. Os trabalhos serão julgados por um júri constituído por: um representante
da Câmara Municipal de Vila Real; do Governo Civil de Vila Real, da
Delegação Norte da Secretaria de Estado da Cultura, António Manuel Pires
Cabral e Elísio Amaral Neves Assessores do Pelouro da Cultura, o Presidente
da Humorgrafe e um artista plástico convidado, sendo outorgados os seguintes
Prémios:

* 1º Prémio do XI Salão Vila Real / 2007 (no valor de € 2.000)
* 2º Prémio do XI Salão Vila Real / 2007 (no valor de € 1.500)
* 3º Prémio do XI Salão Vila Real / 2007 (no valor de € 1.000)
Menções Honrosas (no valor de € 500)

5. O júri outorga-se o direito de não expor aqueles trabalhos que não
atinjam a qualidade mínima exigida.

6. Os trabalhos premiados ficam automaticamente adquiridos pela organização
(CMVR). Todos os outros serão devolvidos após a exposição.

7. Os direitos de reprodução são propriedade da organização, logo que seja
para promoção deste Salão, e discutidos pontualmente com os autores, no caso
de outras utilizações.

8. Os trabalhos devem ser enviados até 28 de Abril de 2007, para:

XI Salão Luso-Galaigo de Caricatura / 2007
Câmara Municipal de Vila Real
Sector de Cultura
5000 Vila Real - Portugal

9. O XI Salão Luso-Galaico de Caricatura de Vila Real / 2007, realiza-se na
Galeria de Arte do Teatro Municipal de de Vila Real de 28 de Maio a 30 de
Junho. A entrega dos Prémios realiza-se na noite de 30 de Junho com a Festa
da Caricatura. A exposição, será apresentada posteriormente em Ourense (como nos anos anteriores)

Uma Organização: CÂMARA MUNICIPAL DE VILA REAL
Uma Produção: HUMORGRAFE
Director do Salão: Dr. Osvaldo Macedo de Sousa
Mais informações: humorgrafe_oms@yahoo.com

VER: BLOG HUMORGRAFE

Publicado por jmachado em 12:04 PM | Comentários (106) | TrackBack

fevereiro 20, 2007

BANDA DESENHADA CHECA NA BEDETECA DE LISBOA

Cesky Komiks : Czech Comics : BD Checa

“A banda desenhada da outra Europa” é o que se poderá chamar a este caso de resistência invulgar no panorama global da história da bd. De facto, encontramos géneses idênticas em países da Europa de Leste como a Hungria, Jugoslávia e República Checa e em tantos outros países ocidentais (começando com a caricatura política e avançando para a bd de crítica social e política nos periódicos dos finais do século XIX). Mas a sua evolução foi quase sempre sabotada pelas grandes guerras ou por regimes totalitários, «sendo com frequência marginalizada e considerada uma forma de arte inferior, quando não mesmo encarada como algo meramente kitsch - juntamente com o anãozinho ornamental de jardim.»

Foi a partir da Queda do Muro, no final da década de 80, que o Ocidente começou a ouvir falar da bd dos países de Leste. Em parte, graças ao esforço editorial do colectivo esloveno Stripcore materializado na revista “Stripburger” (ainda hoje activa) e as duas antologias “Stripburek,” que mostravam o que se passava por detrás da ex-Cortina de Ferro. E foi graças a esse trabalho que, em 2003, no Salão Lisboa de Ilustração e Banda Desenhada, tivemos uma exposição de autores de leste e a visita do esloveno, Igor Prassel (activista da Stripcore), e dos autores sérvios, Aleksandar Zograf e Aleksandar Opačic.

Um trabalho e uma amizade que se renovam agora outra vez: a partir de 24 de Fevereiro, a Bedeteca de Lisboa apresenta uma mostra de 40 quadros que de forma muito elucidativa retratam a história da bd checa, pondo em destaque a sua capacidade de sobrevivência às convulsões do século XX, à pressão crítica e à censura.

Diz Petr Štěpán, o comissário da exposição, que a bd conseguiu sobreviver graças ao «fenómeno tipicamente checo – o humor. O humor checo evoluíra no sentido de uma independência crítica em relação à autoridade e ao poder dominante do momento, uma tradição que remonta aos tempos da dominação austro-húngara, que é onde se devem procurar as origens da BD checa.»

Embora não se incluam originais, esta mostra resultante de uma parceria com a Embaixada da República Checa, não deixa de constituir uma oportunidade rara, pelo menos em terras lusas, de conhecer ou rever a bd checa.

Na diversidade dos autores representados cabe um “clássico”, como Kája Saudek, que decidiu revelar o verdadeiro poder das “frases ocas de kitsch sem alma” nos anos 60, época de relativa liberdade para a cultura checa – os seus trabalhos lembram a bd francesa adulta dessa mesma década dada à estética “Pop Art” e “Erótica” –; mas também as gerações mais novas como a dupla Jaroslav Rudiš e Jaromír 99, com o livro “Bíly Potok” (“Primavera Branca”), que se desenrola ao longo de vários períodos de tempo, e dá conta de estórias desconcertantes que têm como cenário a fronteira checa e alemã.

A inauguração está prevista para as 16h, do dia 24 de Fevereiro, e conta com a presença de Petr Štěpán que fará uma pequena conferência sobre a BD Checa.
A mostra é enriquecida ainda com a exibição de vários filmes de animação em “loop” na sala de exposições.

Mantém-se até 15 de Abril.

Horário da exposição. 2ª/6ª: 10h-19h.
Entrada livre.

BILY.jpg
JaroslavRudiS.bmp
sb43.jpg
0447nebelstrip6.gif

0429nebelstrip3.gif

alois1.jpg

honey.jpg

Publicado por jmachado em 06:41 PM | Comentários (873) | TrackBack

fevereiro 19, 2007

BANDA DESENHADA NO PROJECT ROOM DA MOURARIA – GALERIA DE ARTE, NO FUNCHAL

OCULUS ANIMI INDEX – Os olhos são a janela da alma

No Funchal, na "Mouraria – Galeria de Arte" em parceria com a Livraria Sétima Dimensão está patente uma instalação de BD até o dia 24 de Fevereiro.
Esta galeria de arte, possui um espaço alternativo às áreas ditas "comerciais" (onde decorrem as exposições individuais e colectivas). Este espaço, conhecido como "Project Room" (ou sala de projectos) está disponível para propostas plásticas mais alternativas que possam fugir um pouco das obras expostas no ambiente normal da galeria.

Segundo Ricardo Ferreira, responsável por esta Galeria de Arte, "a maior preocupação para o Project Room é apostar em jovens valores, dar oportunidades a jovens promessas no mundo das artes e sangue novo e olhar um pouco para outras áreas. Não apenas para as áreas da pintura e escultura, mas também para fotografia e Banda Desenhada – para poder dar destaque àquelas formas de arte que nem sempre estão patentes no espaço de uma galeria comercial". Desta forma, a abertura a mostras e exposições de Banda Desenhada tem sido sempre um dos aspectos preponderantes desta sala, em diversos projectos elaborados em parceria com a Livraria Sétima Dimensão (como as exposições associadas aos eventos de "12 Horas de BD" e "24 Hour Comics").

Assim, o projecto que abre este espaço para 2007 é justamente uma instalação de BD, intitulada "OCULUS ANIMI INDEX – Os olhos são a janela da alma", uma instalação com Banda Desenhada, da autoria de Roberto Macedo Alves.

Esta instalação utiliza a linguagem da Banda Desenhada, numa "site-specific installation" para este project room, onde são desenvolvidas um conjunto de experiências gráficas que tentam fazer com que o leitor acompanhe pormenores pontuais da história da arte e do contexto que lhes deram forma. A linguagem da Banda desenhada aliada a ilustrações com técnicas mais "sérias" (aos olhos daqueles que não estão familiarizados com a BD, como aguarelas ou ilustrações a pastel) tentam demonstrar a versatilidade deste meio e a importância pedagógica que tem a Banda Desenhada, quando texto e desenho são combinados para tentar transmitir conhecimento de uma forma mais apelativa.

Assim, nesta instalação de BD, o espectador consegue ficar rodeado pelas pranchas em todas as direcções e, de certa forma, sente-se integrado na história que está a ser apresentada – o que é reforçado com o diálogo que se estabelece entre as personagens e o leitor do trabalho exposto. Esta semi-interactividade é complementada com um fundo musical (a "Missa Solemnis" de Ludwig van Beethoven) que está relacionado com os trabalhos apresentados, dando ainda uma interactividade auditiva que complementa as imagens e o texto.

Diversas temáticas são abordadas nesta instalação com BD – desde o processo de descontextualização que ocorre quando olhamos para o passado com a sensibilidade do presente, até a evolução da condição feminina ao longo da história. Começando com textos do Paraíso Perdido do John Milton e imagens do tecto da Capela Sistina, percorremos diversas eras, tentando apresentar um retrato da face mais humana de certas figuras históricas (como Beethoven, Michelangelo, os Papas Júlio II, Pio IX, Pio XI, Pio XII e João Paulo I, Giovanni da Palestrina, Andy Warhol, Picasso e Herbert von Karajan) – apresentando-os como personagens mais próximas do leitor e longe do "pedestal" onde foram colocadas nalguns casos. É possível ver pranchas de BD que ilustram a imposição de Júlio II para o trabalho pictórico no tecto da Capela Sistina, ou a relação conflituosa que Beethoven teve com o seu sobrinho Karl.

Existe uma associação desta instalação com a Capela Sistina, pois as primeiras imagens referem-se à "Criação" que se encontra nos painéis do tecto da capela e acaba com um tríptico sobre o Juízo Final, onde, os mortos ressuscitam e todas as figuras históricas que foram acompanhadas ao longo da linha temporal que o leitor foi percorrendo começam a olhar para o nosso tempo com a sensibilidade das suas épocas correspondentes. Esta teia de associações encerra com duas ligações entre dois autores modernos (Picasso e Warhol) com o renascimento – que encerra o Ciclo histórico apresentado. As pranchas de cada secção podem ser lidas em qualquer ordem, e o leitor é quem vai encaixando na sua mente as diversas peças do "puzzle" que se encontra exposto.

Esta tentativa de trazer a Banda Desenhada para uma galeria comercial de Arte tem tido grande aceitação por parte do público. Não só pelos clientes habituais da galeria, na sua maior parte pouco familiarizados com a linguagem da Banda Desenhada, mas também por outros artistas plásticos e escolas, que tem organizado diversas visitas de estudo a este espaço, para visitar esta Instalação de Banda Desenhada, que permite múltiplas leituras e diversas interpretações.

Roberto Macedo Alves (Livraria Sétima Dimensão - Funchal)

SETIMADIMENSAO1.jpg

SETIMADIMENSAO2.jpg

SETIMADIMENSAO3.jpg

SETIMADIMENSAO4.jpg

SETIMADIMENSAO5.jpg

Publicado por jmachado em 01:31 PM | Comentários (45) | TrackBack

fevereiro 16, 2007

REGULAMENTO CONCURSO BD PARA MOURA 2007

REGUL.jpg

14º CONCURSO DE BANDA DESENHADA E "CARTOON" MOURA 2007

Regulamento

1. O concurso é aberto a artistas gráficos, portugueses e estrangeiros, ligados à Banda Desenhada e ao "Cartoon".
2. Cada concorrente pode enviar um máximo de 5 (cinco) originais (as cópias, coloridas ou a preto e branco, serão automaticamente excluídas do concurso), inéditos, devendo vir identificados no verso com o nome, morada, e-mail e contacto telefónico.
3. Os trabalhos podem ser apresentados a cores ou a preto e branco, em qualquer técnica ou suporte, num formato máximo de 50 x 50 cm, embora para efeitos de publicação se aconselhem o A4 (210 x 297 mm) e o A3 (297 x 420 mm).
4. Os trabalhos realizados a computador devem ser enviados em CD ou DVD, no programa onde foram concebidos (Photoshop, por exemplo) e em formato TIFF ou JPEG (numa resolução mínima de 300 dpi), acompanhados de um print de boa qualidade, em papel fotográfico.
5. Os textos, quando os houver, devem ser apresentados, em português (exceptuam-se, naturalmente, expressões avulso ou estrangeirismos). Os erros ortográficos pesarão na decisão do júri, em caso de empate entre dois ou mais concorrentes.

6. Os concorrentes serão agrupados em dois escalões:
Escalão A – para autores que, à data limite de entrega de trabalhos, tenham entre 13 e 25 anos (inclusive).
Escalão B – para autores que, à data limite de entrega de trabalhos, tenham 26 ou mais anos.

7. Haverá três modalidades, dentro do concurso:
Banda Desenhada - cujo número de pranchas pode variar entre duas (mínimo) e seis (máximo).
Tira BD - sugerimos que nos enviem as tiras individualizadas, isto é, uma só tira em cada folha.
Cartoon – que engloba o desenho de humor e a caricatura.

8. O tema do concurso será “O Gato”.

9. Os trabalhos devem ser enviados, conjuntamente com um pequeno "curriculum", uma fotocópia do Bilhete de Identidade e o número de Contribuinte do concorrente, até 20 de Abril de 2007 (data do carimbo dos CTT) para:

Câmara Municipal de Moura
Gabinete de Informação, Imagem e Relações Públicas
14º Concurso de B.D. e "Cartoon" – Moura 2007
Praça Sacadura Cabral
7860 - 207 Moura

A Organização sugere que os trabalhos sejam enviados conjuntamente com um cartão rígido (para proteger o melhor possível os originais) e em Correio Registado de modo a garantir a sua entrada no concurso.

10. O júri será constituído por quatro elementos idóneos, a saber:
- O Presidente da C. M. Moura (ou um seu representante)
- Um autor de banda desenhada/cartoon
- Um crítico de banda desenhada/cartoon
- Um elemento da organização

11. Em cada escalão, serão instituídos os seguintes prémios:
Melhor Banda Desenhada :
(€ 750,00 + Colecção de BD + Diploma)
Melhor Tira :
(€ 350,00 + Colecção de BD + Diploma)
Melhor "Cartoon" :
(€ 350,00 + Colecção de BD + Diploma)
Haverá também prémios para:
Melhor Autor do Concelho de Moura
(€ 200,00 + Colecção de BD + Diploma)
Prémio Juventude (para os autores que, à data limite de entrega de trabalhos, tenham 13 a 17 anos, inclusive):
(€ 200,00 + Colecção de BD + Diploma)

Observações :
a. Se o júri o entender poderá atribuir Menções Honrosas (€ 150,00 + Colecção de BD + Diploma)
b. Se os trabalhos a concurso não atingirem a qualidade mínima exigida o júri reserva-se o direito de não atribuir qualquer prémio.

12. O júri fará uma selecção dos melhores trabalhos, que serão expostos no MOURA BD 2007 – 16º Salão de Banda Desenhada (a realizar entre 26 de Maio e 3 de Junho).

13. Os concorrentes serão previamente avisados, por carta, dos resultados do concurso. Os prémios serão entregues na Cerimónia de Encerramento do MOURA BD 2007, no dia 2 de Junho, no Cine-Teatro Caridade. Caso algum dos concorrentes não possa levantar o prémio nesse dia, poderá fazê-lo até às 16:00 horas de 4 de Outubro de 2007, nas instalações da Câmara Municipal de Moura. Findo esse prazo, perderá o direito ao prémio (exceptuam-se desta regra os concorrentes que residam no estrangeiro, a quem serão enviados os prémios pelo correio).

14. Os trabalhos premiados (incluindo as “Menções Honrosas”) ficarão em poder da Câmara Municipal de Moura reservando esta para si o direito de reprodução e difusão das obras sem a autorização expressa do autor. Os restantes trabalhos serão devolvidos cerca de dois meses após o encerramento do MOURA BD, desde que o autor manifeste esse desejo.

15. Nenhum elemento do júri ou da Organização (assim como qualquer familiar directo dos mesmos) poderá concorrer.

16. A participação neste concurso implica a plena aceitação de todos os pontos deste regulamento.

17. Os casos omissos serão apreciados pelo júri de forma inapelável.

Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para:

14º CONCURSO DE BD E "CARTOON"
Câmara Municipal de Moura
GIIRP / Sector Gráfico
Rua de S. Francisco, nº 6
7860-207 Moura

Telef: 285 250 493 ou 285 250 400 (ext. 5606)
e-mail: mourabd@iol.pt

Publicado por jmachado em 06:04 PM | Comentários (2) | TrackBack

fevereiro 15, 2007

O ALENTEJO JÁ SE MEXE - FABIO CIVITELLI EM MOURA BD 2007

FOTOMOURA.jpg
Foto: Arquivo Pedranocharco (Moura BD 2005).

A planície alentejana começa a mexer-se para o III Festival Internacional de BD de Beja ( 5 a 20 de Maio) e para o XVI Salão Moura BD 2007 (26 de Maio a 3 de Junho).

De José Carlos Francisco, entusiasta e coleccionador de TEX, recebemos o seguinte texto e imagens:

"De 26 de Maio a 3 de Junho, integrada no XVI Salão Moura BD 2007, cujo tema é "O Gato", a realizar na cidade de Moura, Alentejo, ocorrerá uma exposição sobre a personagem emblemática da BD italiana de aventuras, Tex Willer, da Editora Bonelli, que contará com a presença de um dos grandes nomes do seu staff, o ilustre desenhador italiano FABIO CIVITELLI, que com a sua comparência irá abrilhantar ainda mais o evento!

MONTAGEM.jpg

Civitelli, cuja biografia, o blogue do Tex, apresentará em breve, será o homenageado estrangeiro do Salão e será agraciado com o prestigiado troféu Balanito de Honra 2007.

O desenhador fará propositadamente um desenho de Tex alusivo ao acontecimento, já que terá a bela cidade de Moura como fundo, desenho esse que será incluído no catálogo do Salão. O cartaz promocional também terá um desenho de Tex Willer, assim como o logótipo da personagem e da editora italiana.

CIVITELLI1.bmp

A exposição de Tex terá três a quatro vertentes, a dedicada ao autor italiano, que constará de material vário seleccionado pelo próprio.
Outra dedicada àquele herói de papel, onde se poderá apreciar um panorama impressionante, tanto de edições raras e especiais como de peças de "merchandising", livros e objectos vários que fazem parte duma das maiores colecções do mundo, pertencente ao coleccionador José Carlos Francisco, de Anadia.

Teremos ainda uma parte da exposição com pranchas inéditas, dedicada aos catorze novos desenhadores que entraram para o staff e estão neste momento já empenhados em histórias da personagem, cujo objectivo é mostrar a vitalidade de Tex e a fidelidade com que a casa matriz se prepara para o futuro, substituindo os velhos clássicos desenhadores, por outros ilustradores mais novos que estavam empenhados em outras séries “Bonellianas”.

CIVITELLI2.bmp

E ainda há a possibilidade de termos expostas também pranchas de alguns dos maiores nomes da BD mundial, que já realizaram trabalhos para Tex: Jordi Bernett, Alfonso Font, Ivo Millazzo, Victor de la Fuente, Colin Wilson, Manfred Sommer, Magnus, Buzzelli, Joe Kubert, José Ortiz e muitos outros...

Como o tema do Salão é “O Gato” teremos também expostas no Salão principal pranchas de Tex com a presença desse animal.

O Salão também terá uma banca de livros para venda, onde poderão ser adquiridas algumas edições de Tex, especialmente as desenhadas pelo Fabio Civitelli.
Em breve daremos mais informações a respeito desta exposição de Tex, que decerto ficará gravada a letras de ouro no historial do Moura BD, assim como na própria história de Tex Willer em Portugal. "

Publicado por jmachado em 03:34 PM | Comentários (70) | TrackBack

fevereiro 08, 2007

DESASTRES NO ESPAÇO EM BRAGA

Desastres no Espaço na Velha-a-Branca (fragmentos da Laica no Espaço)

ESPACOB.jpg
cartaz de jötha

Durante três meses de caos visual e cacofonia, os operários gráficos laicos de Lisboa, sedeados numa tasca sem nome da Rua da Cidade de Liverpool, nos Anjos, deslocaram-se religiosamente ao bar Espaço, onde trabalharam laboriosamente sobre papéis e paredes, entregando-se com volúpia àquilo que fazem melhor: preencher vazios. Fruto de uma sinergia de contornos difusos, cuja história levaria demasiado tempo a contar, a iniciativa LAICA NO ESPAÇO ofereceu o melhor da cultura subterrânea e do comércio alternativo: concertos, exposições, pintura mural ao vivo, sessões de desenho automático, feiras de fanzines e trocas de discos.
A Feira Laica, em Dezembro, foi o corolário desta empreitada cultural independente, num verdadeiro deboche de comércio cultural justo, sem patrões nem intermediários.

Os restos mortais desses momentos irrecuperáveis chegam agora a Braga e resultam fundamentalmente de 4 exposições colectivas que estiveram patentes no Espaço entre os meses de Outubro e Dezembro de 2006: Guerra Civil Portuguesa: Cenários; Grandes Desastres Históricos: Uma Antologia; Luta Livre: Coreografias Brutas e Animais no Espaço: Desastres Genéticos (experiência de desenho automático).

Participantes: André Lemos, João Maio Pinto, Jucifer, Rosa Baptista, José Feitor, Luís Henriques, Lars Henkel, Edgar Raposo, Teresa Amaral, Daniel Lopes, Daniel Lima & Cátia Serrão, Ana Menezes, Joanna Latka, Filipe Abranches, Mina Anguelova, Lucas Barbosa, Bàrbara Rof e Artur Varela.

Publicado por jmachado em 01:07 PM | Comentários (56) | TrackBack

fevereiro 01, 2007

EVENTO @COMICS EM COIMBRA

Um evento sobre banda desenhada, ainda por cima a um nível universitário, é sempre algo que nos apraz registar e divulgar.

Assim realizam-se amanhã (6ªfeira, 2 de Fev) e sábado, uma série de debates, conferências, workshops, vendas de livros e revistas, etc... nas instalações do IPJ de Coimbra, onde a BD será esmiuçada nas suas mais notórias vertentes (faltará a erótica, mas enfim, não se pode ter tudo), onde participam a maioria dos colaboradores do BDjornal. Infelizmente não me será possível estar presente devido a incompatibilidade de datas e horários com outras actividades.

Da organização recebemos o seguinte comunicado:

O evento @Comics encontra-se inserido na cadeira de Processos de Gestão e Inovação do Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra e é totalmente
organizado por alunos dessa cadeira. O objectivo do evento é a
divulgação da Banda Desenhada em Portugal, com principal ênfase na zona
centro do país, através de palestras dadas por pessoas com experiência
na área, workshops com temas diversos, venda e trocas de materiais
relacionados com a banda desenhada e também com um concurso de banda
desenhada.

Mais informação acerca do evento podem ser encontradas no seguinte site: http://lage.dei.uc.pt/~comics/
Se desejarem contactar o nosso Departamento de Coordenação, podem fazê-lo
através da nossa mailing list (comicsdei@googlegroups.com).

O resultado do concurso, bem como o trabalho vencedor será publicado no BDjornal #17 (Fev/Mar 2007).
Infelizmente nesta altura ainda não estão definidos alguns participantes no evento.

Eis o programa, o desdobrável explicativo e o cartaz:

PROGRAMA1.jpg

Desdobravel_outsidec.jpg

cartaz.jpg

localiz.jpg

Publicado por jmachado em 05:36 PM | Comentários (260) | TrackBack