maio 27, 2007

CENTENARIO HERGE - REVISTA VISAO CONVIDOU 5 AUTORES PORTUGUESES...

... A REVISITAREM A MAIS CÉLEBRE PERSONAGEM DO AUTOR BELGA.

HERGE.jpg

O resultado são 5 pranchas que a Visão publicou no passado dia 17 de Maio, com textos a condizer, ao longo de 12 páginas da revista. Aqui ficam as pranchas, para quem ão deu por isso:

VISAO.jpg

1FAZENDA.jpg
João Fazenda.

2JCFERNANDES.jpg
José Carlos Fernandes

3AJGONCALVES.jpg
António Jorge Gonçalves

4LLOURO.jpg
Luís Louro

5PMASSANO.jpg
Pedro Massano

Publicado por jmachado em 02:54 PM | Comentários (5) | TrackBack

maio 25, 2007

16º SALAO INTERNACIONAL DE BANDA DESENHADA DE MOURA 2007

FOTOMOURAB.jpg

HÁ GATOS EM MOURA A MIAR AO LUAR...

Começa amanhã, dia 26, o MouraBD 2007, precisamente sob o tema O Gato. É uma excelente motivação para dar um passeio pelo Alentejo, passar pela barragem do Alqueva e ver banda desenhada. Depois do 3º Festival de Beja, que terminou no fim-de-semana passado, é a vez de Moura, que este ano contará com a presença de Fabio Civitelli, um dos desenhadores de TEX.

moura2007.jpg

Aqui fica o Programa, embora algumas alterações devam ser tidas em conta, especialmente no que diz respeito ao lançamento de PORTEFÓLIO, o livro de José Abrantes, que se encontra encalhado na gráfica e infelizmente não vai sair durante o Salão.

MOURA BD 2007
16º Salão Internacional de Banda Desenhada

Data: 26 de Maio (Sábado) a 3 de Junho (Domingo)
Locais: Convento do Castelo de Moura (exposições) e Cine-Teatro Caridade (projecção de filmes, homenagens e entrega de prémios).
Tema: O Gato
Homenageados: José Abrantes e Fábio Civitelli (a quem serão outorgados os troféus “Balanito de Honra”) e Catherine Labey (a quem será outorgado o “Balanito Especial”).

Programa

Sábado, 26 de Maio
15:00 horas (Castelo de Moura) – Inauguração do Salão. Visita guiada às exposições.

A partir das 15:30 horas (Castelo de Moura) - Lançamento de:

- Cadernos Moura BD # 7 (edição: Câmara Municipal de Moura)
Os “Cadernos Moura BD”, iniciados em 1999, funcionam como um veículo de divulgação da obra de muitos dos nossos autores junto do público (em especial o público jovem, mas não só) reeditando trabalhos há muito publicados (e hoje, praticamente, esquecidos) ou, em alternativa, inéditos. Depois de Augusto Trigo, António Barata, Isabel Lobinho, Luís Afonso, José Antunes e José Baptista (Jobat), o número sete da colecção é dedicado a José Abrantes.

- Nas garras felinas da sátira (edição: Câmara Municipal de Moura)
Catálogo da exposição com o mesmo nome, da responsabilidade de Osvaldo Macedo de Sousa, que pretende fazer uma viagem pelo mundo da caricatura e do “cartoon” político, social e desportivo com o gato como tema base.

- O “Western” na BD Portuguesa (edição: Câmara Municipal de Moura)
Estudo de Jorge Magalhães sobre a temática do “western” trabalhada por autores portugueses. Uma magnífica publicação, dentro da linha da que lançámos em 2005 (BD e Ficção Científica – As Madrugadas do Futuro, também do mesmo autor), profusamente ilustrada, e que será, certamente, uma peça de colecção para os amantes da 9ª. Arte.

- BDJornal #18 (edições: Pedranocharco)
O BDJornal é, hoje em dia, uma referência incontornável no panorama da banda desenhada portuguesa. O empenho e a dedicação de Jorge Machado-Dias (rodeado de uma equipa de colaboradores de respeito) colocam, bimestralmente, nas bancas um jornal (ou revista?) de excelente qualidade. É verdade que o BDJornal não tem concorrência de peso, mas, ainda que a tivesse, não seria fácil fazer melhor…

- Portefólio de José Abrantes (edições Pedranocharco) (a confirmar)
A Pedranocharco (outro projecto de Machado-Dias) reúne neste Portefólio, alguns apontamentos inéditos de José Abrantes (ilustrações e desenhos avulso, fundamentalmente).

16:00 horas (Convento do Castelo) – Sessão de caricatura ao vivo com os “cartoonistas” Ricardo Galvão (A Bola), Carlos Laranjeira (Record) e Per (Pedro Ribeiro Ferreira) (Revista Magazine).

21:15 horas (Cine-Teatro Caridade) – Cinema: “Ghost Rider”

Realizador: Alejandro González
Actores:
Bradd Pitt
Gael Garcia Bernal
Jamie McBride
Ano : 2006
Idade : M/ 12 anos
Duração : 143 minutos
Género : Drama
País de origem : EUA

Domingo, 27 de Maio
10:00 / 12:00 horas e 16:00 / 18:00 horas (Castelo de Moura) – Animação do espaço Ludoteca (inscrições na hora)

16:00 e 21:15 horas (Cine-Teatro Caridade) – Cinema: “Ghost Rider”

Segunda-feira, 28 de Maio
10:00 / 12:00 horas e 14:00 / 16:00 horas (Castelo de Moura) – Animação do espaço Ludoteca (para as escolas do concelho, mediante marcação prévia)

Terça-feira, 29 de Maio
10:00 / 12:00 horas e 14:00 / 16:00 horas (Castelo de Moura) – Animação do espaço Ludoteca (para as escolas do concelho, mediante marcação prévia)

Quarta-feira, 30 de Maio
10:00 / 12:00 horas e 14:00 / 16:00 horas (Castelo de Moura) – Animação do espaço Ludoteca (para as escolas do concelho, mediante marcação prévia)

Quinta-feira, 31 de Maio
10:00 / 12:00 horas e 14:00 / 16:00 horas (Castelo de Moura) – Animação do espaço Ludoteca (para as escolas do concelho, mediante marcação prévia)

Sexta-feira, 1 de Junho
10:00 / 12:00 horas e 14:00 / 16:00 horas (Castelo de Moura) – Animação do espaço Ludoteca (para as escolas do concelho, mediante marcação prévia)

21:15 horas (Cine-Teatro Caridade) – Cinema: “300”

Realizador: Zack Snyder
Actores: Gerard Butler
Lena Headey
Rodrigo Santoro

Ano : 2007
Idade : M/ 12 anos
Duração : 117 minutos
Género : Acção/Guerra/História
País de origem : EUA

Sábado, 2 de Junho

17:00 horas (Cine-Teatro Caridade) – Sessão de Encerramento.
Entrega dos Prémios do 11º Concurso Escolar de Banda Desenhada e do 14º Concurso de BD e “Cartoon”.
Entrega dos “Diplomas Moura BD” ao Melhor Álbum Português, Melhor Álbum Estrangeiro e Melhor Álbum Traduzido (em 2006).
Entrega dos Troféus Balanito Especial (a Catherine Labey) e Balanito de Honra (a José Abrantes e Fabio Civitelli).

18:00 horas (Cine-Teatro Caridade) – Sessão de autógrafos com Catherine Labey, José Abrantes e Fabio Civitelli.

21:15 horas (Cine-Teatro Caridade) – Cinema: “300”

Domingo, 3 de Junho
16:00 e 21:15 horas (Cine-Teatro Caridade) – Cinema: “300”

MOURA BD 2007
16º Salão Internacional de Banda Desenhada

Câmara Municipal de Moura - Praça Sacadura Cabral, 7860.207 Moura
Telef. 285 250 400 ou 285 250 478
Fax: 285 25 17 45
mourabd@iol.pt
http://www.cm-moura.pt

tex.jpg
Originais de Fabio Civitelli

MOURASALAOb.jpg
Fotos do 15º Salão MouraBD 2005.

Publicado por jmachado em 09:16 PM | Comentários (43) | TrackBack

maio 24, 2007

O BDjornal, a BDVoyeur E OUTROS LIVROS NA 77ª FEIRA DO LIVRO DE LISBOA

FL1.jpg

COMEÇA HOJE A 77ª FEIRA DO LIVRO DE LISBOA E VAMOS ESTAR NO STAND Nº 24, DA ALLAUD & LELLOS EDITORES, REPRESENTADOS PELA NOSSA DISTRIBUIDORA LETRAS EM MARCHA.

FL2.jpg

FL3.jpg

FL4.jpg

Publicado por jmachado em 05:26 PM | Comentários (232) | TrackBack

maio 19, 2007

PONTOS DE VENDA DO BDJORNAL - ACTUALIZADO

ALMADA

A LIVRARIA
Rua Luís de Queiroz, 18ª

TABACARIA DO CAFÉ CENTRAL
Praça do MFA, 12 C

PAPELARIA CRISTAL
Av. da Fundação, 1
Cova da Piedade

PAPELARIA TABACARIA PICASSO
Rua do Mercado, 22
Cova da Piedade

BEJA

BEDETECA DE BEJA (CASA DA CULTURA)
Rua Luís de Camões

CASA TÓ-PÉQUI

Rua do Canal, 5

BRAGA

CENTÉSIMA PÁGINA
Casa do Rolão - Avenida Central, 118-120

CASCAIS

CASCAISPRESS
Cascais Shopping - Lj. D 29

TABACARIA CIDADELA
Av. 25 de Abril - Hotel Cidadela

LIVRARIA BULHOSA
Centro Comercial Cascais Vila, loja 1.04

CASCAISPRESS.JPG

No CASCAISPRESS do CascaiShopping, há a possibilidade de se pedirem números atrasados.

ODIVELAS

LIVRARIA BULHOSA
Centro Comercial Odivelas Parque, Loja 1051/1

OEIRAS

LIVRARIA BULHOSA
Centro Comercial Oeiras Parque, loja 1116

CALDAS DA RAINHA

LOJA 107 LIVRARIA, LDA.
Rua Heróis da Grande Guerra, 107/109

VOGAL
Av. 1º de Maio 3 r/c Dt.

LIVRARIA MARTINS FONTES
Rua Miguel Bombarda, 49 A

VOGAL.JPG

Na Papelaria VOGAL, nas Caldas da Rainha, além do BDjornal, está também à venda a BDVoyeur #1.

COIMBRA

LIVRARIA DR. KARTOON
R. da Manutenção Militar, 15

FARO

GHOUL GEAR
Travessa da Trindade nº30

FIGUEIRA DA FOZ

GALERIA TUBO DE ENSAIO

Rua 9 e Julho, 19 A – 1º

FUNCHAL

SÉTIMA DIMENSÃO

Rua da Piedade nº 19

LISBOA

ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DA F.B.A.U.L.
Largo da Academia Nacional de Belas Artes

KINGPIN OF COMICS
C.C. São João de Deus, Lojas 424 & 434
Av. António José de Almeida, 5
(Metro: Saldanha - entre o Técnico e a Casa da Moeda)

LER DEVAGAR
Livraria da Cinemateca Nacional
Rua Barata Salgueiro, 39

LER DEVAGAR
Livraria da Galeria Zé Dos Bois
Rua da Barroca, 59 - Bairro Alto

LIVRARIA TEMA, Lda.
Av. da Liberdade, 9 - loja 1

LIVRARIA TEMA, Lda.
Centro Comercial Colombo, loja 2.003 – piso 2

VILELIVROS
Calçada do Duque, 19 A
(nas “escadinhas do Duque”, ao lado da Estação da CP do Rossio)

LIVRARIA CEM MEDOS
Rua da Rosa, 99/103

LIVRARIA CINECITTÁ
Av. Sacadura Cabral, 4

LIVRARIA LETRA LIVRE
Calçada do Combro, 139

LIVRARIA ALMEDINA
Centro de Arte Moderna
da Fundação Calouste Gulbenkian
Rua Dr. Nicolau Bettencourt, 8

LIVRARTE

Av. do Uruguai, 13 A

LIVRARIA BULHOSA
Campo Grande, 10B

LIVRARIA BULHOSA
Campo de Ourique – Rua Tomás Anunciação, 68 B

LIVRARIA BULHOSA
Amoreiras Shopping, loja 1129

VILELA2.jpg

A VILELIVROS, fica nas Escadinhas do Duque, ao lado da Estação da CP do Rossio.

LEIRIA

SHOP SUEY COMICS
Rua Barão de Viamonte, 50

LIVRARIA ARQUIVO
Av. Combatentes da Grande Guerra, 53

PORTO

MUNDO FANTASMA
Shopping Center Brasília, Lj. 203

TABACARIA PORTUENSE
Rua Sta. Catarina, 631

UNICEPE
Pr. Carlos Alberto 128-A

CENTRAL COMICS LIVRARIA
Rua das Doze Casas, 22

LIVRARIA UTOPIA
Rua da Regeneração, 22

OURÉM

LIVRARIA SOM DA TINTA
Av. D.Nuno Álvares Pereira, 222 – cv loja 1

PINHAL NOVO

FORUM NAVEGANTES – SERV. INFORMÁTICOS, LDA.
Urbanização Nogueira Matos, lote 2, Loja – r/c

SETÚBAL

NONO IMPÉRIO
Rua Bento Gonçalves, 31 AB

VILA PRAIA DE ÂNCORA

LIVRARIA PÁRA E LÊ
Rua 31 de Janeiro, 47 A

VISEU

LIVRARIA PRETEXTO
Rua Andrades, 55

VENDAS ON LINE:

www.centralcomics.com/loja/
www.bdportugal.info
www.comics-portugal.info

Publicado por jmachado em 01:38 PM | Comentários (302) | TrackBack

maio 17, 2007

NOITE DE TERROR NO III FESTIVAL DE I DE BD DE BEJA

O LUÍS GRAÇA ESTÁ A FAZER UM LANÇAMENTO TRIPLO (OS SEUS 3 ÚLTIMOS LIVROS) NA LIVRARIA BULHOSA DO CAMPO GRANDE E NÃO PUDE LÁ IR, APESAR DE SER O AUTOR DE UMA DAS CAPAS. TAMBÉM NÃO VOU PODER IR AO ÚLTIMO FIM-DE-SEMANA DO FESTIVAL DE BEJA, PELA PRIMEIRA VEZ DESDE HÁ DOIS ANOS, MAS CONVIDO TODA A GENTE A IR LÁ: O ÚLTIMO FIM-DE-SEMANA É SEMPRE EM GRANDE!!!

NOITEDETERROR.jpg

Publicado por jmachado em 09:08 PM | Comentários (24) | TrackBack

maio 14, 2007

III FESTIVAL I. DE BD DE BEJA NOTICIADO NA REVISTA [dBD]

Pois, fiquei um bocado surpreendido hoje de manhã quando comprei a parisiense [dBD] #13 (Maio 2007) e verifiquei que o Festival de Beja é noticiado nesta edição, na página 6. Revela isto o bom trabalho de divulgação da equipa do festival e a atenção da revista ao que se vai fazendo pela Europa e não só em França como é costume.

Para que conste aqui fica o recorte:

dbdbeja2.jpg

Publicado por jmachado em 05:42 PM | Comentários (4) | TrackBack

III FESTIVAL DE BD DE BEJA - FOTOS DE DIA 7 DE MAIO

Aqui ficam, um bocado atrasadas, as fotos que ilustram o Programa de dia 7 (2º dia do Festival), até às 17:00h - hora a que o escriba regressou à Malveira da Serra.

entrevdavib.jpg

De manhã, Nuno Franco (à direita) - colaborador do BDjornal e do Público - entrevistou David B (à esquerda), numa esplanada do centro de Beja, na companhia de Domingos Isabelinho (ao meio).

davidb.jpg

David B

bdetbeja.jpg

Pedro Nogueira, Paulo Monteiro e Susa Monteiro. Lançamento de La Bellête, de Pedro Nogueira e do Venham + 5 #3.

pedronog2.jpg

VENHAM51.jpg
Capa do VENHAM + 5 #3 e prancha de David Rubín.

VENHAM52.jpg
Pranchas de Lam e de Paulo Monteiro.

VENHAM53.jpg
Pranchas de Susa Monteiro e de Pedro Nogueira.

Depois, Mário Freitas da Kingpin Comics, apresentou os novos lançamentos da sua editora: C.A.O.S. #2 e SuperPIG #2, na companhia dos autores. Note-se que Mário Freitas é também co-autor (argumento) das aventuras de SuperPIG.

kingpin1.jpg

kingpin4.jpg

De seguida Pepedelrey apresentou FATO MACACO #2, de Rui Gamito. Não pude estar nesta apresentação, o que lamento, mas há necessidades que não podem ser adiadas por muito tempo... sorry Pepe. Mas fica aqui a foto de Pepedelrey a preparar uma apresentação no seu portátil durante o almoço no Pé de Gesso, (almoço de que mostrarei fotos ainda esta semana).

pepedelrey1.jpg

fatomacaco2.jpg

E esta "postação" já vai longa. 4ª feira há mais!!!

Publicado por jmachado em 05:02 PM | Comentários (2) | TrackBack

maio 11, 2007

NO III FESTIVAL INTERNACIONAL DE BANDA DESENHADA DE BEJA – NESTE FIM-DE-SEMANA (12 e 13 de Maio)

ccultura5.jpg

Dia 12 de Maio, Sábado

Noite Tokyo Moon! Das 20h00 às 04h00

Das 20h00 às 00h00
Feira da Ladra, com venda e troca de CD, comics, DVD, mangás, vídeo, etc.
Presença da Kingpin-of-Comics, com venda de figuras de acção, livros e
revistas de mangá, etc.
Presença da New Age Entertainment, com venda de DVD de anime.
Local: Mercado do Livro/Galeria exterior da Casa da Cultura.

Das 22h00 às 02h00

Torneio de Playstation 2, da Exactcode:
-Das 22h00 às 24h00
Tekken5 (M/12)
Inscrições: a partir de 1 de Maio na Exactcode (sem limite de vagas)
Preço: 5€

-Das 24h00 às 02h00
exibição do jogo: Genji (M/16)
Local: Átrio interior da Casa da Cultura

Das 21h00 às 22h30
Sessão de desenho ao vivo com as mangakas Gisela Martins, Sara Ferreira
e Inês Freitas, e com o mangaka Sílvio Miroso.
Local: Mercado do Livro/Galeria exterior da Casa da Cultura.

Das 22h00 às 04h00
Cinema Anime, da NCreatures
Sessão ininterrupta
Local: Terraço da Casa da Cultura.
Entrada Livre.

22h00
A Viagem de Chihiro, de Hayao Miyazaki.
Origem: Japão (2001)
Duração: 122 minutos.

22h00
Blood: The Last Vampire, de Hiroyuki Kitakubo.
Origem: EUA (2000)
Duração: 48 minutos.

00h50
ANIME JAM
compilação de várias séries de anime... até às 04h00!

Consulte toda a programação em www.festivalbdbeja.com

cartaz3.jpg

DURANTE ESTE FIM-DE-SEMANA PUBLICAREMOS AQUI MAIS MATERIAL SOBRE O III F.I.B.D.B.

Publicado por jmachado em 01:19 PM | Comentários (124) | TrackBack

maio 09, 2007

SEGUIU ONTEM PARA AS LOJAS O BDjornal #18

PRIM.jpg

Mais um ano de BDjornal chega ao fim, antevendo-se já o início de um novo ciclo.

Esta coisa de teimar em editar um jornal-revista de banda desenhada em Portugal hoje, tem qualquer coisa de suicidário. E tudo porque as despesas de produção são avultadas e os resultados das vendas perfeitamente ridículos - ao contrário do que se esperava. E assim, como neste segundo ano não foi possível, mantendo um preço de capa aceitável, fazer com que os resultados das vendas cobrissem minimamente as despesas de produção (muito, mas muito longe disso), só nos restam duas alternativas: ou acabar, pura e simplesmente, com o BDjornal, ou transformá-lo numa edição economicamente suportável, digamos assim.

Optámos pela segunda alternativa, sobretudo porque a maioria dos nossos assinantes (alguns estiveram-se nas tintas para renovar as assinaturas) tem sido de uma fidelidade absoluta, bem como muitos leitores regulares de que vamos tendo eco. Além disso, algumas lojas especializadas conseguem vender muitíssimo acima da mediania. Temos por isso compromissos a que não vamos voltar as costas.

Assim, o número de Junho/Julho, o 19, vai encolher ainda mais no formato, passando a pouco menos que um A4, com lombada e mais algumas páginas. Eventualmente vamos mesmo ter de subir o preço, para um patamar aritmeticamente compatível com os custos de produção, porque não é definitivamente possível uma publicação, com a qualidade que pensamos ter, não se pagar a ela própria. Deixaremos de praticar um preço “de jornal” e evoluiremos para um preço “de revista”. Não há outra volta a dar.

De qualquer modo toda esta questão de preços – e assinaturas - poderá ser seguida aqui no kuentro.weblog.com.pt onde debitaremos oportunamente informação para os interessados.

CAPAS1.jpg

SALO16.jpg

Mudando de agulha, diremos que foi particularmente gratificante o Troféu Central Comics, atribuído pelo segundo ano consecutivo ao BDjornal, na categorial de Melhor Publicação em Bancas. Mas este ano estiveram também em votação conteúdos do próprio jornal, como Filipe Andrade – desenhador de BRK – que ficou em 3º lugar, atrás de Miguel Rocha (por Salazar, agora, na hora da sua morte) e Filipe Teixeira (por C.A.O.S.), na categoria Melhor Desenho Nacional e Hugo Teixeira em 5º lugar, na categoria Melhor BD Curta, por Um Olhar, BD publicada no BDjornal #16. E, já agora de referir que o livro de Álvaro, Manual de Posições para Labregos, editado pela Pedranocharco, ficou em 2º lugar na categoria Melhor Álbum de Tira ou Prancha Cómica.

Olhando agora esta edição do BDjornal, quatro pontos merecem a atenção devida: os programas do 3º Festival Internacional de BD de Beja (com entrevista a Paulo Monteiro, director do Festival) e do 16º Salão MouraBD, a matéria sobre o 25º Saló del Comic de Barcelona e a quantidade e qualidade de bandas desenhadas que aqui publicamos.

De referir, para já, o programa do Festival de Beja, cuja organização parece ter estado atenta ao que foi escrito em várias edições do BDjornal (ou levado por nós à discussão em diversos Fóruns na Internet) sobre conceitos e conteúdos na generalidade dos Festivais e Salões de BD em Portugal. Diversificado e ao mesmo tempo homogéneo, parece-nos que o programa deste ano vai ter resultados que surpreenderão muita gente.

Por outro lado o Salão de Moura, talvez com menos capacidade financeira e sem a entourage do Atelier Toupeira, teve a capacidade para perceber que era preciso mudar o calendário do Salão, aproximando-o da Primavera e do Festival de Beja (aliás dá ideia de que esta questão do calendário foi discutida em conjunto entre as organizações dos dois eventos, já que ambas mudaram e aproximaram as datas) e apostar numa “estrela” internacional, o italiano Fabio Civitelli e a sua personagem TEX, que seguramente levarão a Moura os muitos fãs dos livros da Casa Bonelli.

CIVITELLI.jpg

Quanto ao Saló de Barcelona, para além de tudo o que se pode ler, chamo a atenção para a pujança que as fotos transmitem e ainda a quase sintonia do Festival de Beja em relação a diversos aspectos do programa de Barcelona. Miguelanxo Prado, Max, David Rubín, todos eles laureados em Barcelona, vão estar em Beja (e foram programados antes de se conhecerem os resultados dos Prémios de Barcelona, obviamente), ou pessoalmente ou com exposições de originais, o que demonstra a atenção da organização do FIBDB ao que se passa na banda desenhada a todos os níveis.

Por último, resolvemos nesta edição abrir o leque de escolhas, no que se refere a BDs aqui publicadas, o que estamos certos, será bem do agrado do leitores e prenuncia um pouco aquilo que queremos fazer a partir de Junho próximo.

PEDROS.jpg

Pranchas de Pedro Alves sobre como organizar um Festival de BD e SMAIL ON THE TRAIL, de Pedro Nogueira. Acerca deste último autor, de destacar que tem no Festival de BD de Beja uma exposição de originais, saiu uma BD sua (LA BELLÊTE) na colecção Toupeira da Bedeteca de Beja e integra o Venham+5 com outra BD. Em grande, Pedro Nogueira!

BRKCHU.jpg

Pranchas de BRK (Filipe Pina e Filipe Abdrade) e de CHU & MANCHU (Ricardo Cabral e Francisco Serra Lopes).

ESPERMONOT.jpg

Pranchas de ESPERANÇA (Gustavo Carreira e Manuel Morgado) e de MONÓTONOS MONÓLOGOS DE UM VAGABUNDO (Hugo Teixeira).

ALVAROSMF.jpg

E, claro, SEXO, MENTIRAS E FOTOCÓPIAS, de Álvaro.

Acerca desta banda desenhada de Álvaro e do que lhe vai acontecer a partir do #19 do BDjornal, com a mudança de formato e de estatuto deste, falaremos em breve...

COLABORAÇÕES

Clara Botelho, Carlos Rico, Geraldes Lino,
Gianni Petino, Hugo Jesus, João Miguel Lameiras,
José Carlos Francisco, Júlio Schneider,
Leonardo De Sá, Luís Salvado, Nuno Franco,
Nuno Pereira de Sousa, Paulo Monteiro,
Pedro Cleto, Pedro Vieira Moura,
Sara Figueiredo Costa

AUTORES DAS BANDAS DESENHADAS
E ILUSTRAÇÕES

Álvaro, Fábio Civitelli,
Fernando Serra Lopes, Filipe Andrade,
Filipe Pina, Gustavo Carreira,
Hugo Teixeira, Luís Louro, Manuel Morgado,
Pedro Alves, Pedro Nogueira,
Ricardo Cabral, Susa Monteiro

SUMÁRO DO BDjornal #18

- PROGRAMA DO III FESTIVAL I. DE BD DE BEJA
- ENTREVISTA COM PAULO MONTEIRO
- UMA POÉTICA DOS AFECTOS, Sara Figueiredo Costa
- BD de Pedro Alves
- “O EÇA DE QUEIROZ É UM CANALHA”, ENTREVISTA COM MARCATTI, Pedro Cleto
- JORNAL DAS BREVES, Clara Botelho
- DICIONÁRIO UNIVERSAL DE BANDA DESENHADA, Leonardo De Sá
- UMA COLECÇÃO DE CROMOS, José Carlos Fernandes
- SMAIL ON THE TRAIL, Pedro Nogueira
- BRK, Filipe Pina (arg.) e Filipe Andrade (des)
- FU & MANCHU, Ricardo Cabral (des.) e Fernando Serra Lopes (Arg.)
- PROGRAMA DO XV SALÃO DE BD DE MOURA
- ENTREVISTA COM FABIO CIVITELLI, José Carlos Francisco, Carlos Rico e Nuno Pereira de Sousa
- 2 PRANCHAS DE TEX, Fabio Civitelli
- VALORES SELADOS, Nuno Franco
- CRÍTICA, Pedro Cleto
- BREVES, Clara Botelho
- ESPERANÇA, Gustavo Carreira (des) e Manuel Morgado (arg)
- MONÓTONOS MONÓLOGOS DE UM VAGABUNDO, Hugo Teixeira
- CRÍTICAS e SELOS & QUADRDINHOS, Pedro Cleto
- CRÍTICA, Pedro Vieira Moura
- LANÇAMENTOS INTERNACIONAIS, Clara Botelho
- AMIGOS DE UDERZO ASSINALAM 80 ANOS DO DESENHADOR, Pedro Cleto
- SALÓ INTERNACIONAL DEL COMIC DE BARCELONA, Clara Botelho
- 1º ANIVERSÁRIO DA LOJA CENTRAL COMICS, Hugo Jesus
- O ESTADO DA ANIMAÇÃO E MONSTRA ANIMA LISBOA, Luís Salvado
- 300, João Miguel Lameiras

Publicado por jmachado em 05:54 PM | Comentários (52) | TrackBack

maio 08, 2007

BD GALEGA NA BEDETECA DE LISBOA

CONTADORMOR.jpg

No próximo dia 11 de Maio, pelas 19 horas, a Bedeteca inaugura a exposição A Banda Desenhada Galega, uma mostra retrospectiva sobre a evolução da banda desenhada na Galiza. Uma história protagonizada por mais de duas dezenas de autores e que incluiu muitos originais.

Fausto Isorna, autor e um dos comissários desta exposição estreada em Madrid no final do ano passado, estará presente na Bedeteca no dia da inauguração e assegurará uma visita guiada à exposição.

A mostra está organizada em função de quatro períodos - Os pioneiros; O underground; A industria; O presente – através dos quais se acompanha o evoluir da bd, um progresso que teve nos fanzines e revistas a sua principal fonte impulsionadora. A mostra parte dos anos 70, com as obras de Raimunda Patiño e Xaquín Marín, de marcado cunho político. A década seguinte está intimamente ligada ao movimento dos fanzines e das revistas. Foi um autentico «Boom» e muitos dos títulos então lançados são verdadeiras lendas como, Can sin dono, dirigido por Pepe Carreiro (Vigo); Frente Comixario, do Colectivo Pestiño (Ourense); Valiundiez, criada por Fausto Isorna, o comissário. Estavam então criadas as condições para que a industria editorial aposte na bd. Essa é a grande marca dos anos 90 e Golfiño a sua maior produção. A viragem para o século XXI é, pois, concretizada por autores, editores e público com a confiança que assiste a todos os que são herdeiros de um “know how” adquirido com muitas experiências comuns e que se traduz em publicações de êxito como, Barsowia ou BD Banda. Entretanto, “ La Historieta Gallega ” prossegue sem fim à vista.

A presença desta exposição em Lisboa, mais concretamente na Bedeteca de Lisboa, insere-se na Semana de Cultura Galega, que decorre de 11 a 17 de Maio, uma iniciativa da Cátedra de Estudos Galegos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e do Centro de Estudos Galegos da Universidade de Lisboa, com o apoio da Junta da Galiza.

Durante o período da sua permanência no Palácio do Contador-mor, nos Olivais, a equipa da Bedeteca organiza visitas guiadas e ateliês de BD, destinados a grupos escolares (crianças a partir dos 8 anos) e ao público em geral. A participação é gratuita e estão previstos dois horários diários, de segunda a sexta-feira: 10h30 e 14h30.

A exposição estará patente até 17 de Junho.

Mais informação disponível em www.bedeteca.com ou através do número de telefone 21 853 66 76.
Agradecemos a divulgação desta informação.

CARTAZGALEGA.jpg

Publicado por jmachado em 01:54 PM | Comentários (4) | TrackBack

maio 06, 2007

E COMEÇOU O 3º FESTIVAL INTERNACIONAL DE BD DE BEJA - 2007

EM DIRECTO DE BEJA - BEJA PARQUE HOTEL 00:35h

cartazbej1.jpg

Estava ainda a decorrer o concerto Viagem a Urano, pelos Fat Freddy, na Galeria do Desassossego, penúltima etapa do programa do dia de inauguração do 3º FESTIVAL INTERNACIONAL DE BD DE BEJA, quando o escriba destas linhas se retirou para o hotel, na intenção de postar aqui algumas fotos deste dia.

FIBDB2.jpg
A Casa da Cultura de Beja...

E a tribo da BD, reunida em Beja (os tais 200 cromos, de que fala José Carlos Fernandes no BDjornal #18), percorreu as exposições na Casa da Cultura, na Pousada de S. Francisco,no Museu Jorge Vieira, no Conservatório Regional de Beja, na Igreja de Santo Amaro e no Museu Regional de Beja, onde, já noite e depois de uma tremenda, mas curta chuvada, foi servido o jantar aos visitantes, pelo pessoal do Restaurante Pé-de-Gesso.

A ideia é deixar aqui algumas fotos, para já. Amanhã haverá mais.

FIBDB3B.jpg
A galeria que circunda o auditório da Casa da Cultura está, este ano, adaptada de maneira a dar mais espaço às exposições. Aqui a de Maria João Worm.

FIBDB4B.jpg
O Mercado do Livro foi montado na galeria exterior da Casa da Cultura, uma vez que, devido ao aumento significativo de editores presentes, o Mercado não cabia já no foyer. Note-se que, para além dos editores portugueses que costumam estar nestas coisas, vieram representações (e livros, claro) da Galiza, Catalunha e Madrid - com os livros dos autores galegos e de Max (catalão) - presentes no FIBDB deste ano. Quanto aos livros de David B e Ulf K, a Nouvelle Librairie Française, encarregou-se de os trazer, assim como muito material de editores franceses. Está presente também, neste fim-de-semana, um alfarrabista de Lisboa, a Loja das Colecções.

FIBDB4B2.jpg
No foyer está montada uma pequena mostra, com imagens dos dois Festivais antriores, publicações afectas ao Festival e material gráfico diverso. Na foto, à esquerda, está Hugo Teixeira (de cara quase cortada) e Max, o catalão que arrebatou 3 prémios no Saló del Comic de Barcelona do mês passado, com seu Bardín.

FIBDB5B.jpg
O lançamento do BDjornal #18.

FIBDB6B.jpg
Geraldes Lino lança o 2º número do seu Efemérides, desta vez dedicado ao Príncipe Valente. A seu lado estão Pedro Rocha Nogueira (à esquerda) e Augusto Trigo (à direita), lá ao fundo, Paulo Monteiro coordena os timings.

FIBDB77B.jpg
Seguiu-se uma interessantíssima conversa com os galegos Kiko da Silva (BDbanda) - à esquerda - e Kike Benlloch (Barsowia).

FIBDB6B2.jpg
Na Pousada de S.Francisco está a exposição Desde a Galiza.

FIBDB8B.jpg
No Conservatório Regional de Beja, a exposição do Toupeira.

FIBDB9B.jpg
Na igreja de Santo Amaro - Núcleo Visigótico do Museu de Beja, a exposição de Miguelanxo Prado.

FIBDB10B.jpg
Paulo Monteiro conversa com um bedéfilo - penso que de Almada, uma vez que a dada altura me perguntou: "tu és o pai do "Picasso" (alcunha com que o meu filho mais velho é conhecido em Almada), não és?"

FIBDB10B2.jpg
No Museu Regional de Beja, a exposição de Augusto Trigo.

Publicado por jmachado em 09:51 PM | Comentários (3) | TrackBack

maio 04, 2007

PAULO MONTEIRO - QUEM É O DIRECTOR DO FESTIVAL DE BD DE BEJA?

Nascido em Vila Nova de Gaia, 1967, Paulo Monteiro é conhecido no meio da banda desenhada nacional pela sua associação aos projectos bedéfilos tidos na cidade de Beja. Contudo o seu percurso neste sector é muito mais completo, tendo raízes em formação e actividades artísticas polivalentes, que com o tempo se vieram a especializar na Nona Arte – a Banda Desenhada.

Em 1987, Paulo Monteiro ingressou na Universidade de Lisboa, onde se veio a licenciar em Letras, período durante o qual passou frugalmente pelo cinema de animação, com o projecto “Guessene, o Monge Pintor”, da Fundação C. Gulbenkian. Posteriormente, iniciou estudos em Pintura, na Escola de Artes e Comunicação, em Lisboa.

Seguidamente, em 1993, muda-se para Beja, e integra o Museu Regional como bolseiro, procedendo depois à instalação do Sector Educativo desta entidade. Foi como responsável desse Sector Educativo que realizou, junto com a equipa do Museu, diversas actividades didácticas dirigidas às crianças e jovens do distrito, entre as quais teatro de fantoches, sombras chinesas, oficinas de ilustração, BD, azulejaria, e conversas sobre banda desenhada com alunos de diversas escolas, o jornal O Candil, etc.

É na sequencia destas ocupações que Paulo Monteiro inicia a sua aventura na banda desenhada, quando em 1996 funda e monitora o Toupeira, um espaço dedicado à Nona Arte, criado ao abrigo da iniciativa Ateliers Permanentes promovida pela Casa da Cultura e Pelouro da Juventude de Beja. O propósito desta oficina de BD, que funciona em regime de workshop, foi albergar em horário extra-curricular e pela duração do ano lectivo diversos entusiastas da matéria, cuja produção se compilava posteriormente em fanzines antológicos (Pax-Fanzine 300 e Lua de Prata). Estes, por sua vez, deram mais tarde lugar à revista Venham+5, editada presentemente na abertura do FIBDB.

HPIM0996.JPG

Foto de Março de 2005 - Apresentação mutua: apresentámos a Paulo Monteiro o projecto BDjornal, enquanto ele nos apresentava o Festival de BD de Beja e a Bedeteca de Beja.

O Atelier Toupeira foi dessa forma o catalizador de toda uma geração de promissores autores alentejanos, nos quais se contam Susana Monteiro, João Lam, Maria João Careto, VéteBD e Zé Francisco, entre muitos mais, alguns actualmente tidos como valores emergentes da BD portuguesa.
Parte da formação destes artistas e uma faceta da actividade do ´Toupeira foram as digressões que Paulo Monteiro organizou, levando o atelier aos festivais nacionais e vizinhos com vista a completar aprendizagens e abrir os seus horizontes, das quais resultou uma relação estável entre o grupo e eventos da Catalunha, resultando esta em mostras colectivas e individuais que os autores lá têm podido realizar. Entre presenças nas Jornadas de Banda Deseñada de Ourense, Paulo Monteiro tornou igualmente regulares a participação do atelier nos eventos BejAlternativa, Moura BD e Festival Internacional BD da Amadora.

O Atelier Toupeira, sob a batuta de Paulo Monteiro, conseguiu posteriormente a proeza de ser o único atelier do projecto original a manter-se activo após o descontinuar da iniciativa, e inclusivamente a manter abertas as suas portas para além dos meses lectivos, funcionando agora ininterruptamente durante o ano.

Já no novo milénio, enquanto novos autores se vão associando ao projecto, Paulo Monteiro concretizou uma ideia de alguns anos, na qual havido começado a trabalhar desde 2004, inaugurando no ano seguinte a Bedeteca de Beja, localizada na Casa da Cultura da cidade. O espaço – que actualmente conta com cerca de 5 mil álbuns (europeus e americanos), 3 mil revistas especializadas e inúmeros zines, reunidos sempre com o propósito de disponibilizar leitura e arte que não seja conseguível obter em bibliotecas genéricas – abriu portas simultaneamente com o 1º Festival Internacional BD de Beja, que estando prestes a realizar o seu 3º salão é já tido como o 2º mais importante certame bedéfilo português, e um exemplo para os demais, pela inigualável excelência logística, capacidade de mobilização e bom-gosto na preparação das exposições que executa.

HPIM0096A.JPG

Em Viseu, Outubro de 2005. Almoço durante a estadia naquela cidade para visitar o Salão de BD. Ao lado de Paulo Monteiro está Luiz Beira, mentor e impulsionador dos Salões de BD da Sobreda, Moura e Viseu.

Não suficiente, a Bedeteca de Beja tem vindo a editar com igual critério e ecletismo dois títulos – a supra-mencionada revista Venham+5 e os mini-comics afectos à Colecção Toupeira, que até à data lançou “Bófias” (de Silvestre Francisco, aliás VéteBD), “Space & Co” (de João Lam) e em breve “La Béllete” (de Pedro Rocha Nogueira). Paralelamente, a Bedeteca de Beja disponibiliza ainda o caderno informativo Splaft! e promove ocasionais fanzines, como o Café & Cigarros.

Enquanto ilustrador, o Paulo é um profissional experiente, com trabalhos publicados em mais de trinta livros e revistas, entre as quais a Rua Sésamo, para a qual igualmente assinou textos. Esta actividade da escrita veio a assumir de maior papel na carreira do autor quando, mais tarde, envolvido com a banda desenhada, assinou criticas e reportagens sobre esta (e outros assuntos) para rádio e diversos jornais, como o Noticias de Alverca – que fundou com alguns amigos em 1983.

O começo da prática na 9ª Arte deu-se em meados dos anos 80, aquando o Paulo produziu e editou alguns fanzines (ie. Abelharuco, em 1984; Eclipse e De Washington a Moscovo com partida em Nova Iorque, ambos em 1985), mas também em periódicos, como o DNJovem.

Todavia, não deixa de ser peculiar que o autor actualmente encontre mais oportunidades de ver o seu trabalho publicado na vizinha Espanha do que em Portugal, onde editou apenas a BD curta “Reflexos de Metal” (in Efeméride #01, 2005). Desde então, Paulo Monteiro tem vindo a publicar regularmente no célebre Barzowia, do nº06 em frente; lá, contam-se já as histórias “Os Mortos não Dançam” (in Barzowia #06), “O Amor infinito que te tenho” (in Barzowia #07), tendo ambas estas BDs sido posteriormente reeditadas na compilação Barzowia em Chamas, e já em 2007 no Barzowia #08 e 09, respectivamente com as BD “Irei ver a Amada” e “A Canção do Soldado”.

VTCCpaulo4b.jpg

Prancha de Rádio Miedo, de Paulo Monteiro

Presentemente, enquanto completa uma BD curta em conjunto com Kike Benlloch (argumento), intitulada “Rádio Miedo” (cujas primeiras páginas são aqui mostradas) preparou uma nova BD para o Efeméride #02, com cores de Susa Monteiro, por editar brevemente no III FIBDB, e mais tarde, durante o último trimestre, editará um álbum original para a chancela Polvo.

É por estes motivos; pelo excelente trabalho que tem feito em frente do Atelier Toupeira, Bedeteca de Beja e do Festival Internacional BD de Beja, mas também pelo seu vasto e crescente currículo na área da banda desenhada e ilustração, que este ano o júri do Troféus Central Comics decidiu homenagear Paulo Monteiro com o Troféu Especial do Júri.

Texto adaptado: Daniel Maia
PUBLICADO ORIGINALMENTE EM http://www.centralcomics.com

Publicado por jmachado em 10:25 AM | Comentários (7) | TrackBack

maio 03, 2007

AÍ ESTÁ O III FESTIVAL INTERNACIONAL DE BANDA DESENHADA DE BEJA - 2007

cartazfibdb3B.jpg

Começa já no sábado - dia 5 de Maio - o 3º Festival de BD de Beja. Aqui fica o PROGRAMA, na sua versão integral, que não pôde ser publicado totalmente no BDjornal #18, devido à sua exrensão.

É um excelente programa e um bom pretexto para passar 15 dias na cidade das planícies alentejanas.

-------------------------------------------------------

PROGRAMA

DIA 5, SÁBADO
15h00
ABERTURA DO FESTIVAL

Abertura do Festival, na Casa da Cultura, com a presença dos autores Alice Geirinhas, André Lemos, António Gomes de Almeida, Artur Correia, Augusto Trigo, Carlos Apolo, Carlos Geraldes, Carlos Páscoa, Carlos Pedro, Daniel Maia, David B., David Rubín, Diego Blanco, Emma Ríos, Fernando Dordio, Filipe Teixeira, Gisela Martins, Inês Freitas, JCoelho, João Lam, Jorge Magalhães, José Manuel Saraiva, Kike Benlloch, Kiko da Silva, Lobato, Luís Guerreiro, Maria João Careto, Maria João Worm, Mário Freitas, Max, Miguel Robledo, Miguel Rocha, Paulo Monteiro, Pedro Alves, Pedro Ganchinho, Pedro Rocha Nogueira, Pepedelrey, Rui Gamito, Rui Lacas, Sara Ferreira, Susa Monteiro, Ulf K., Véte, Vitor Cabral, Zé Francisco e Zé Pedro.
Lançamento do Splaft! n.º 3 (Bedeteca de Beja).
Visita às exposições, com a presença dos autores.

Das 16h15 às 16h45
Lançamento do BDjornal n.º 18 (Pedranocharco).
Apresentação de J. Machado-Dias.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

Das 16h45 às 17h00
Lançamento do fanzine Efeméride n.º 2 (edição de Geraldes Lino).
Apresentação de Geraldes Lino, com a presença dos autores Augusto Trigo e Pedro Rocha Nogueira.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

Das 17h00 às 17h30
Dois dedos de conversa
A moderna BD galega, com Kike Benlloch (Barsowia) e Kiko da Silva (BD Banda).
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

17h30
Abertura das exposições no Conservatório Regional do Baixo Alentejo, na Galeria do Desassossego, no Museu Jorge Vieira - Casa das Artes, no Núcleo Visigótico – Igreja de Santo Amaro, e na Pousada de S. Francisco.

20h15
Abertura da exposição no Museu Regional de Beja.

Das 21h30 às 22h30
QUIZ DE BD
Apresentação de Pedro Alves.
Inscrições durante a tarde na Casa da Cultura (grupos de 2 a 4 elementos). Prémio para o grupo vencedor.
Local: Claustro do Museu Regional de Beja.

23h00
Concerto – Viagem a Urano com os Fat Freddy.
Local: Galeria do Desassossego.

01h30
Festa
Local: Galeria do Desassossego.

DIA 6, DOMINGO
14h00

Reabertura do Festival
Das 15h00 às 15h15
Lançamento do fanzine Venham + 5 n.º 3 (Bedeteca de Beja), com a presença dos autores.
Lançamento do livro La Bellête, de Pedro Rocha Nogueira – Colecção Toupeira n.º 3 (Bedeteca de Beja), com a presença do autor.
Apresentação de Paulo Monteiro.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

Das 15h15 às 15h45
Acerca da BDVoyeur , por J. Machado-Dias (Pedranocharco),
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

Das 15h45 às 16h00
Acerca da Blazt magazine 02, por Álvaro Áspera e Daniel Maia (Blazt Edições).
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

Das 16h00 às 16h15
Kingpin Comics, por Mário Freitas (Kingpin Comics).
Apresentação dos livros Super Pig nº 2, de Carlos Pedro e Mário Freitas – com uma história extra de GEvan - , e C.A.O.S., - livro 2 de 3 - , de Fernando Dordio, Filipe Teixeira, Carlos Geraldes e Mário Freitas, com a presença dos autores.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

Das 16h15 às 16h30
Fato de Macaco, de Rui Gamito, por Pepedelrey (El Pep), com a presença do autor.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

SESSÕES DE AUTÓGRAFOS – Das 16h30 às 17h30
Das 16h30 às 17h00,

Alice Geirinhas, David Rubín, Emma Ríos, José Manuel Saraiva, Kiko da Silva e Maria João Worm.
Local: Bedeteca de Beja/ Casa da Cultura.

Das 16h30 às 17h00
Carlos Geraldes, Carlos Pedro, Fernando Dordio, Filipe Teixeira, Gisela Martins, Mário Freitas e Sara Ferreira.
Local: Mercado do Livro de BD/Galeria exterior da Casa da Cultura.

Das 17h00 às 17h30
André Lemos, David B., Diego Blanco, Kike Benlloch e Pedro Rocha Nogueira.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

Das 17h00 às 17h30
António Gomes de Almeida, Artur Correia, Augusto Trigo, Rui Gamito, Max, Miguel Robledo e Ulf K..
Local: Mercado do Livro/Galeria exterior da Casa da Cultura.

20h00
NOITE DA CULTURA PORTUGUESA

Oferecida aos autores estrangeiros presentes no Festival.
Jantar tradicional alentejano.
Fados, com Raquel Peters (voz), Tó Rui (guitarra portuguesa) e Zé Pedro Grazina (viola).
Local: Galeria do Desassossego.

DIA 7, SEGUNDA-FEIRA
WORKSHOP
Das 21h00 às 22h30
Workshop - Cinema e Banda Desenhada, com Pedro Rocha Nogueira (1ª sessão).
Inscrições livres a partir de 1 de Maio na Casa da Cultura (18 vagas).
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

DIA 8, TERÇA-FEIRA
WORKSHOP
Das 21h00 às 22h30
Workshop - Cinema e Banda Desenhada, com Pedro Rocha Nogueira (2ª sessão).
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

DIA 9, QUARTA-FEIRA
PEDRO ROCHA NOGUEIRA – AUTOR DE BD/REALIZADOR DE CINEMA, NA BEDETECA.
21h30
Filme Obliviana, de Pedro Rocha Nogueira.
Apresentação de Pedro Rocha Nogueira.
Idade: M/16.
Entrada livre.
Duração: 71 minutos.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura

DIA 10, QUINTA-FEIRA
TEATRO
21h30

A Primeira Estrela, de Ulf K.
Performance teatral do Atelier de Teatro da Casa da Cultura, inspirada na obra do autor alemão. Coordenação de António Revez.
Local: Palco da Casa da Cultura.

DIA 11 DE MAIO, SEXTA-FEIRA
22h30

Concerto – Tora Tora Big Band .
Local: Galeria do Desassossego.

DIA 12, SÁBADO
NOITE TOKYO MOON! - Das 20h00 às 04h00
Das 20h00 às 00h00
Feira da Ladra, com venda e troca de CD, comics, DVD, mangás, vídeo, etc.
Presença da Kigpin of Comics, com venda de figuras de acção, livros e revistas de mangá, etc.
Presença da New Age Entertainment, com venda de DVD de anime.
Local: Mercado do Livro/Galeria exterior da Casa da Cultura.

Das 20h00 às 04h00
Shinobido
Torneio de Play Station 2, da Exactcode
Inscrições: a partir de 1 de Maio na Exactcode (sem limite de vagas).
Idade: M/16.
Preço: 5€
Local: Átrio interior da Casa da Cultura.

Das 21h00 às 22h30
Sessão de desenho ao vivo com as mangakas Gisela Martins, Sara Ferreira e Inês Freitas, e com o mangaka Sílvio Miroso.
Local: Mercado do Livro/Galeria exterior da Casa da Cultura.

Das 22h00 às 04h00
CINEMA ANIME, da NCreatures

Sessão ininterrupta
22h00
A Viagem de Chihiro, de Hayao Miyazaki.
Origem: Japão (2001).
Duração: 122 minutos.
00h02
Blood: The Last Vampire, de Hiroyuki Kitakubo.
Origem: EUA (2000).
Duração: 48 minutos.
00h50
ANIME JAM
Compilação de várias séries de anime… até às 04h00!
Entrada livre.
Local: Terraço da Casa da Cultura.

DIA 13, DOMINGO
Das 11h30 às 23h30
MARATONA DE BD

Maratona – 12 h a desenhar
Trabalhos a publicar no fanzine Café e cigarros n.º 2 (Bedeteca de Beja). Lançamento no dia 19, Sábado.
Sessão aberta a todos os autores, sem tema ou limite de páginas.
Local: Mercado do Livro/Galeria exterior da Casa da Cultura

DIA 17, QUINTA-FEIRA
TEATRO
21h30

A Primeira Estrela, de Ulf K.
Performance teatral do Atelier de Teatro da Casa da Cultura, inspirada na obra do autor alemão. Coordenação de António Revez.
Local: Palco da Casa da Cultura.

DIA 18, SEXTA-FEIRA
NOITE DO TERROR! – Das 20h00 às 04h00
Das 20h00 às 04h00

Painkiller!
Torneio Assustador de Jogos de Computador de Terror, da Exactcode
Inscrições: a partir de 1 de Maio na Exactcode (sem limite de vagas).
Idade: M/16.
Preço: 5€
Local: Átrio interior da Casa da Cultura.

00h00
Sessão de poesia horrível do tenebroso Edgar Alan Poe.
00h15
CINEMA DE TERROR
, com apresentação de José Carlos de Oliveira.
Filme surpresa verdadeiramente horripilante …
Intervalo para cear (Caldo verde monstruoso e vinho repulsivo).
Mesas decoradas com velas disformes dentro de abóboras sinistras.
Entrada livre
Local: Terraço da medonha Casa da Cultura.

DIA 19, SÁBADO
Das 15h30 às 15h45

Lançamento do fanzine Café e cigarros n.º 2 (Bedeteca de Beja), com a presença dos autores.
Lançamento do fanzine Los Lobos da Máfia (Bedeteca de Beja), de Vítor Cabral, com a presença do autor.
Apresentação de Paulo Monteiro.
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

16h00 às 17h00
Sessão de desenho ao vivo com o colectivo Toupeira – Atelier de Banda Desenhada.
Local: Mercado do Livro/ Galeria exterior da Casa da Cultura.

20h00
II TERTÚLIA BD DE LISBOA EM BEJA
, de Geraldes Lino.
Lançamento do TERTÚLIA BDzine n.º 113, com uma banda desenhada de Carlos Apolo.
Convidado especial: Carlos Apolo (Toupeira – Atelier de Banda Desenhada).
Local: Galeria do Desassossego.

00h00
Festa
DIA 20, DOMINGO
20h00
Encerramento do Festival

casadacultura1b.jpg
A Casa da Cultura de Beja - vista do lado sul.

E AINDA:

PARA OS MAIS NOVOS…

DE SEGUNDA A SEXTA
TEATRO, com os actores Andreia Egas e José Feliciano.
Das 10h00 às 10h20 e das 15h00 às 15h20
Visita teatralizada à exposição de Artur Correia e António Gomes de Almeida pelo grupo Teatro Moura Fórum. Texto e encenação de José Feliciano.
Público-alvo: alunos do 1º e do 2º ciclo (escolas com marcação).
Local: Auditório da Casa da Cultura.

SEGUNDAS, QUARTAS E SEXTAS
OFICINA DE ILUSTRAÇÂO E BD, com a pintora Isa Carolina (na sequência da visita teatralizada).
Das 10h20 às 11h00 e das 15h20 às 16h00
Público-alvo: alunos do 1º e do 2º ciclo (escolas com marcação).
Local: Auditório da Casa da Cultura.

TERÇAS E SEXTAS
BANDA DESENHADA EM AZULEJO, com a ceramista Maria Santos.
Terças das 10h30 às 11h30, e Sextas, das 10h30 às 11h30 e das 15h00 às 16h00
Público-alvo: alunos do 1º e do 2º ciclo (escolas com marcação).
Local: Atelier de Cerâmica/Casa da Cultura.

DE SEGUNDA A SEXTA
OFICINA LIVRE DE ILUSTRAÇÃO E BD, com Ana Fernandes.
Das 10h00 às 11h00 e das 16h00 às 17h00
Público-alvo: crianças dos 3 aos 5 anos de idade (infantários com marcação).
Local: Bedeteca de Beja/Casa da Cultura.

NO PAX JULIA - TEATRO MUNICIPAL…

DIA 6, DOMINGO
CINEMA
Looney Tunes: De Novo em Acção, de Joe Dante.
Origem: EUA (2003).
Duração: 90 minutos.
Tarde: 15h00.
Idade: M/6.
Preço: 2€
Local: Auditório do Pax Julia - Teatro Municipal.

DIA 14, SEGUNDA-FEIRA
CINEMA
Scooby Doo 2: Monstros à Solta, de Raja Gosnell.
Origem: EUA (2004).
Duração: 90 minutos.
Manhã: 10h30.
Tarde: 15h00.
Idade: M/6
Entrada Livre.
Local: Auditório do Pax Julia - Teatro Municipal.
DIA 16, QUARTA-FEIRA
CINEMA
Garfield 2, de Tim Hill.
Origem: EUA/Austrália (2006).
Duração: 78 minutos.
Manhã: 10h30.
Tarde: 15h00.
Idade: M/4.
Entrada Livre.
Local: Auditório do Pax Julia - Teatro Municipal.

GALERIA DO DESASSOSSEGO
PROGRAMAÇÃO ESPECÍFICA

Todas as noites a Galeria do Desassossego prepara um jantar em honra de um dos autores (ou colectivos) presentes no Festival. Uma forma de “saborear” a cultura de alguns países e de algumas cidades portuguesas…

Sugestões da Chefe Rita Monteiro:

6 DE MAIO, DOMINGO
NOITE DA CULTURA PORTUGUESA
Oferecida aos autores estrangeiros presentes no Festival.
A partir das 20h00
Jantar tradicional alentejano
Ensopado de Borrego. Sobremesa: Bolo-Podre e Bolo de Requeijão.

7 DE MAIO; SEGUNDA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de Ulf K. (Alemanha - Oberhausen).
Sauerbraten, Rotkohl, Klösse (Carne Azeda com Couve Rouxa e Klösse). Sobremesa: Knosprige Waffeln mit Vanillesauce (Gofres estaladiços com molho de baunilha).

8 DE MAIO, TERÇA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de José Manuel Saraiva e Pedro Rocha Nogueira (Porto).
Tripas à Moda do Porto. Sobremesa: Leite-creme, Barrigas de Freira e Arroz Doce.

9 DE MAIO, QUARTA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de David B. (França - Nimes).
Coq au Vin. Sobremesa: Gelado de Alfazema com Beignets de Fruits.

10 DE MAIO, QUINTA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de Max (Espanha/Catalunha).
Zarzuela de Pescados. Sobremesa: Crema Catalana.

11 DE MAIO, SEXTA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de Augusto Trigo (Guiné Bissau).
Galinha à moda da Guiné. Sobremesa: Bolo à moda da Guiné-bissau.

12 DE MAIO, SÁBADO
A partir das 19h00
A ementa de Gisela Martins e Sara Ferreira – Mangakas portuguesas – Sabores do Japão – (Noite Tokyo Moon!).
Yakitori (Espetadas de Galinha). Sobremesa: Maças caramelizadas orientais e Kinami Awayuki (Espuma de Neve).

14 DE MAIO, SEGUNDA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa do Toupeira – Atelier de Banda Desenhada (Beja).
Carne de Porco à Alentejana. Sobremesa: Toucinho do Céu.

15 DE MAIO, TERÇA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de André Lemos, António Gomes de Almeida, Artur Correia e Maria João Worm (Lisboa).
Bife à Café. Sobremesa: Farófias e Torta de Laranja.

16 DE MAIO; QUARTA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de Miguelanxo Prado (Espanha/Galiza – A Coruña).
Berberechos á Mariñeira. Sobremesa: Leche Fria.

17 DE MAIO, QUINTA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa de Alice Geirinhas (Évora).
Pezinhos de Porco de Coentrada. Sobremesa: Pudim de Évora.

18 DE MAIO, SEXTA-FEIRA
A partir das 19h00
A ementa da colectiva “Desde Galiza” (Espanha/Galiza).
Empanada de Carne. Sobremesa: Torta de Santiago.

19 DE MAIO, SÁBADO
II TERTÚLIA BD DE LISBOA EM BEJA
20h00
A ementa de Geraldes Lino (Lisboa).
Migas. Sobremesa: Leite-creme e Gelatina de Ananás.

MERCADO DO LIVRO DE BD
GALERIA EXTERIOR DA CASA DA CULTURA

EDITORES

Editores portugueses:
A W, Assírio & Alvim, Associação Salão de BD do Porto, Baleiazul, +BD/Mundo Fantasma, Bedeteca de Beja, Bedeteca de Lisboa, Bertrand Editora, Blazt Edições, Booktree, Chili Com Carne/Mmmnnnrrrggg; Círculo de Abuso, CNBDI, Edições ASA, Edições Devir, Editorial Teorema, Editorial Verbo, El Pep, Gailivro, Gradiva, Kingpin-of-Comics, Meribérica/Liber, Nova Comix, Opuntia Books, Parceria A. M. Pereira, Pedranocharco, Polvo, Prime Books, Sketchbook, Vitamina BD e Witloof.

Editores espanhóis:
BD Banda, Ediciones La Cúpula, Media Vaca e Polaqia.

Editores franceses (Organização da Nouvelle Librairie Française):
Cornélius, Dargaud, Denoel Grafic, Dupuis, Futuropolis, L’Association, Tartamudo e Vertige Graphic.

ALFARRABISTAS (5 e 6 de Maio)

Loja das Colecções

CARTAZES, SERIGRAFIAS E ORIGINAIS

Venda de cartazes de André Lemos e Max.

Venda de serigrafias de Mike Goes West.

Venda de originais de JCoelho, Miguel Rocha, Pepedelrey, Rui Gamito, Rui Lacas e Véte.

OS AUTORES NO MERCADO DO LIVRO
Os autores das exposições estão representados com as seguintes publicações:

Alice Geirinhas
Livros: Alice, da Bedeteca de Lisboa; e Mis Primeras 80.000 Palabras, da Media Vaca.
Revistas e fanzines: Azul BD Três nºs 4 e 5; Bíblia nº 3; Quadrado nºs 3 e 4 (3ª série), da Bedeteca de Lisboa; e Mutate & Survive, da Chili Com Carne.

André Lemos
Livros: Quem é este homem?, da Bedeteca de Lisboa; Tribune Brute, da MMMNNNRRRG; e Family Portraits, da Opuntia Books.
Revistas e fanzines: Bíblia nº 3; Quadrado nº 4 (3ª série), da Bedeteca de Lisboa; mesinha de cabeceira nº 16 Super fight II, da MMMNNNRRRG; mesinha de cabeceira nº 17 - CanibalCriCa Ilustrada 1/3, da Chili Com Carne; mesinha de cabeceira nº 18 - CriCaClássica Ilustrada 2/3; mesinha de cabeceira nº 19 - CapitãoCriCa Ilustrada 3/3, da Chili Com Carne; mesinha de cabeceira popular nº 200, da Chili Com Carne; e Mutate & Survive, da Chili com Carne.

Artur Correia e António Gomes de Almeida
Livros: Super-Heróis da História de Portugal, da Bertrand Editora.

Augusto Trigo
Livros: vários, das Edições ASA, da Editorial Futura e da Meribérica/Liber.

David B.
(Organização da Nouvelle Librairie Française)
Livros : Les quatre savants (vols 2 e 3), da Cornélius; Hop-Frog – La révolte d’Hop-Frog (vol. 1), da Dargaud; Les chercheurs de trésor – L’ombre de Dieu (vol. 1), da Dargaud ; Les chercheurs de trésor – La ville froide (vol. 2), da Dargaud ; Urani – La ville des mauvais rêves (vol. 1), da Dargaud ; Leonora, da Denoel Graphic; Le capitaine Ecarlate, da Dupuis; La lecture des ruines, da Dupuis ; Par les chemins noirs (vol. 1), da Futuropolis; Le jardin armé : et autres histoires, da Futuropolis; Maman a des problèmes, de L’Association; L’ascension du haut mal (vols 1 a 6), de L’Association; La bombe familiale, de L’Association; Le cercueil de course, de L’Association; Le cheval blême, de L’Association; Les incidents de la nuit (vols 1 e 2), de L’Association; Le tengû carré, de L’Association; Zèbre, da Tartamudo; e Babel (vols 1 e 2), da Vertige Graphic.
Em português
Livros: Urani - A cidade dos maus sonhos, da Polvo.
Revistas: Quadrado nº 2 (3ª série), da Bedeteca de Lisboa.

Gisela Martins e Sara Ferreira
Fanzines: Oh Boy! nºs 0 e 1.

José Manuel Saraiva
Revistas: Quadrado nºs 3, 4 e 6 (3ª série), da Bedeteca de Lisboa.

Maria João Worm
Livros: A História, da Bedeteca de Lisboa.
Revistas: Azul BD Três nº 5; e Quadrado nº 3 (3ª série), da Bedeteca de Lisboa.

Max
Livros: vários, das Ediciones La Cúpula; e Mis Primeras 80.000 Palabras, da Media Vaca.
Revistas: Quadrado nºs 1, 2, 3 e 5 (3ª série), da Bedeteca de Lisboa.

Miguelanxo Prado
Livros: Enciclopédia Délfica; Stratos, Crónicas Incongruentes; Quotidiano Delirante; Quotidiano Delirante (tomo 2); Manuel Montano: O Manancial da Noite; Tangências; Traço de Giz; Pedro e o Lobo; e Carta de Lisboa, da Meribérica/Liber; A vida é um delírio e A Mansão dos Pimpão, das Edições ASA.

Pedro Rocha Nogueira
Livros: dumb angel (dumb me), da Bedeteca de Lisboa; e La Bellête, da Bedeteca de Beja.
Revistas e fanzines: Jazzbanda nº 2, de Geraldes Lino; Efeméride nºs 1 e 2, de Geraldes Lino; e Venham +5 nº 3, da Bedeteca de Beja.
Jornais: BDjornal nº 14, da Pedranocharco.

Ulf K.
Livros: A Primeira Estrela e O ano em que fomos campeões mundiais, da Polvo.

Autores da colectiva Desde Galiza
Fanzines: vários Barsowia, do Polaqia, e vários BD Banda, da BD Banda..

Autores da colectiva Toupeira
Livros: Bófias (Véte); e Space & Co. (Lam), da Bedeteca de Beja.
Revistas e fanzines: BDVoyeur nº 1, da Pedranocharco (Maria João Careto e Véte) e Blazt magazine 02 das Blazt Edições (Susa Monteiro); Venham + 5 nºs 1, 2 e 3, da Bedeteca de Beja (Carlos Apolo, Carlos Páscoa, Inês Freitas, João Lam, Lobato, Luís Guerreiro, Maria João Careto, Paulo Monteiro, Pedro Ganchinho, Susa Monteiro, Véte, Vitor Cabral, Zé Francisco e Zé Pedro); Efeméride n.º 1, de Geraldes Lino (Paulo Monteiro e Susa Monteiro); Efeméride n.º 2 (Paulo Monteiro); Barsowia nºs 6, 7 e 9, do Polaqia (Paulo Monteiro e Susa Monteiro); e Barsowia n.º 8 (Paulo Monteiro).
Jornais: BDjornal nº 2, da Pedranocharco (Carlos Páscoa); BDjornal nº 4 (Maria João Careto); e BDjornal nº 14 (Véte).

DA PEDRANOCHARCO HAVERÁ AINDA À VENDA: MANUAL DE POSIÇÕES PARA LABREGOS, de Álvaro; ALGUÉM DESARRUMA ESTAS ROSAS, de José Carlos Fernandes; BDVoyeur #1 e vão ser oferecidos vários exemplares de números antigos do BDjornal.

museuregbeja.jpg
O Museu Regional de Beja

Publicado por jmachado em 11:30 AM | Comentários (142) | TrackBack

maio 02, 2007

«UMA MAQUINA DE HISTORIAS» E DE SONHOS 5 - por José Ruy

MOSQUITO5bnm.jpg

Que Legitimidade terá o Museu da Ciência e da Técnica para manter a Máquina de «O Mosquito» sequestrada em condições misteriosas, num armazém em Coimbra?
Vou descrever as circunstâncias que levaram os advogados, também admiradores desse jornal infanto-juvenil, a pronunciarem-se em relação à situação da Rolland de 1939:
Em finais de 1949 o Tiotónio, por se encontrar em dificuldades financeiras, alugou a sua oficina ao Comissariado da Mocidade Portuguesa que na altura publicava um jornal infanto-juvenil, «Camarada».
O «Camarada» passou a ser feito nas «Edições O Mosquito» e impresso na «Máquina de histórias e de Sonhos». Para fazer face a compromissos imediatos, o Tiotónio recebeu um avanço sobre a quantia ajustada do aluguer, e segundo ele próprio me disse, seria amortizada em três anos.
Entretanto, o proprietário e Director das «Edições O Mosquito», António Cardoso Lopes Júnior, Tiotónio, continuou à frente da oficina editando um seu jornal infanto-juvenil «O Gafanhoto».
Mas, em Dezembro de 1950 aceitou um convite da Editora «Globo» para dirigir uma sua gráfica em Porto Alegre e partiu para o Brasil, ficando a oficina das «Edições O Mosquito» em plena elaboração.
Por circunstâncias ainda não definidas, passado um ano, o Tiotónio deixou de comunicar, mesmo com a família. A situação da oficina manteve-se até 1974, e após a Revolução, extinta a Mocidade Portuguesa, todo o seu recheio foi enviado para as instalações do Ministério da Educação, no Algueirão Mem Martins, sendo a Máquina Rolland
aproveitada na impressão dos pontos de exame para as escolas, como atrás descrevi.
Também já expliquei que passado tempo deixou de ter utilidade prática e por isso, em vez de ser «abatida», como tem acontecido à maioria do parque gráfico nacional, devido ao seu valor histórico e até por ser um modelo único no País, e quem sabe, talvez em muitos outros devido à situação criada pela 2ª Guerra Mundial, foi resolvido (e muito bem) enviá-la para um Museu.
Acontece que, segundo tudo indica, foi parar ao Museu errado, em hora errada e para mãos erradas.
A descrição resumida que faço dos acontecimentos, levou os advogados a presumir o seguinte:
Sabendo-se que o Tiotónio não vendeu a «Máquina», e esta se mantinha sob aluguer quando foi transferida para Algueirão Mem Martins, ela poderá não pertencer ao Museu, mas sim aos herdeiros do seu legítimo proprietário.
E aqui está a grande questão: Será que o Museu está de posse de um documento de aquisição válido?
Caso isso não venha a verificar-se, a Rolland modelo de 1939 terá de ser devolvida no estado em que se encontrava quando saiu do Ministério da Educação, onde se mantinha em bom funcionamento.

Quantos gritos mudos esta máquina, que tantos sonhos multiplicou durante décadas, terá emitido no seu negro pesadelo actual! E no jeito das novelas policiais de Raul Correia ou de Peter Tenerife (José Padinha), ela sentir-se-á violentada, como vítima de algum sádico que na ânsia de fazer desaparecer o cadáver, o desmembra e distribui os pedaços ensanguentados em sacos que esconde dos olhares da justiça.
Não quero acreditar que esta máquina possa encontrar-se desmanchada, mutilada, separados os seus rolos de distribuição da tinta dos da «molha», ou os cilindros da pressão e da borracha esventrados da sua estrutura suporte.
A engrenagem que transmitia vida a todas as peças, das mais ínfimas às de maiores dimensões, estará espalhada em algum chão húmido, enferrujando-se gradualmente.
Seria uma situação degradante ocasionada por uma grande insensibilidade e falta de responsabilidade.
Mas estou convicto de que isto não está a acontecer.

Quem ler estas linhas, ficará por certo desejoso, como eu fiquei, que tudo se torne claro e compreensível. Como sempre gostei de esclarecer as coisas indefinidas, em finais de 2006 resolvi escrever ao responsável do Museu tentando sensibilizá-lo e alertá-lo para o que essa peça representa para uma vasta parcela intelectual do nosso País, perguntando também se o documento de aquisição existe na realidade.
Espero ansiosamente uma sua resposta.
Entretanto…

PRECISAMOS TODOS DE SALVAR A MÁQUINA OFFSET DE «O MOSQUITO» QUE SE ENCONTRA EM COIMBRA
EM CIRCUNSTÂNCIAS MISTERIOSAS.

maquina5bnm.jpg

Publicado por jmachado em 05:19 PM | Comentários (48) | TrackBack