janeiro 30, 2008

... E TAMBÉM FEIRA DA MÚSICA E DO CINEMA

feiramusica.jpg

Publicado por jmachado em 06:04 PM | Comentários (87) | TrackBack

QUADRADINHOS - histórias postadas - INAUGURA HOJE

QUADR1.jpg

Hoje, dia 30 de Janeiro pelas 21h00, o espaço YRON apresenta

QUADRADINHOS - histórias postadas

uma exposição que utiliza as conhecidas notas da marca Post-it®
da 3M como suporte para histórias criativas.

Inspirada na BD (Banda Desenhada) e intervindo num objecto de uso comum -o postit - a exposição QUADRADINHOS - histórias postadas mostra-nos as histórias contadas por André Oliveira (Argumentista), Carlos Páscoa, Joana Figueiredo, Jucifer, Mariana Perry e Tresa Sousa (Ilustradores), Francisco Antunez (Realizador) e Raquel Matos Carreiro (Designer de Ambientes).

QUADRADINHOS - histórias postadas reúne peças criativas, ilustradas e animadas, que nos contam episódios avulsos e no seu conjunto formam uma nova história. Esta exposição é a segunda apresentada pelo YRON, o pólo magnético de atracção criativa da cidade de Lisboa, que agora experimenta fundir a criatividade de mais e menos novos talentos na redescoberta de uma marca global como a Post-it®.

Baseado na funcionalidade, criatividade e inovação, o arquétipo da marca Post-it® ganha no projecto QUADRADINHOS - histórias postadas nova dimensão enquanto suporte criativo, materializado numa expressão transdisciplinar que questiona a sua efemeridade e reposiciona o próprio exercício criativo.

A internet resgatou para o cidadão comum o poder de difundir informação à escala global. Todos podemos ser contadores de histórias num mundo interactivo e imprevisível, onde os blogs são ferramentas fundamentais. Blogs feitos de posts, mensagens virtuais acessíveis a todos, que editamos, comentamos, copiamos, apagamos. Um paralelo virtual e funcional com a mecânica introduzida pela marca Post-it® no final dos anos 70, que hoje assume nova contemporaneidade nos contextos cultural, social e da comunicação.

PRESS RELEASE

YRON
RUA DE SÃO BENTO, 170
1200-821 LISBOA
T 21 244 20 02
WWW.YRON.PT

A exposição QUADRADINHOS - histórias postadas estará patente de 30 de Janeiro a 1 de Março no YRON (Rua de São Bento, 170 – Lisboa), entre as 14h00 e as 20h00, de segunda a sábado.

Todas as peças que integram a exposição estarão disponíveis para venda. Os
visitantes terão à sua disposição Post-it® e um texto do argumentista André Oliveira reproduzido numa parede, onde poderão postar as suas próprias histórias ilustradas.

Integrado no programa da exposição, o YRON mostra e vende uma selecção das melhores edições de BD portuguesa, com a participação dos editores André Lemos e José Feitor da Imprensa Canalha e Opuntia Books

(imprensacanalha.blogspot.com e www.opuntia-syndrome.blogspot.com), Marcos Farrajota e Geraldes Lino. Os dois últimos, igualmente convidados das conversas a propósito de Quadradinhos sobre BD portuguesa, nas quais também participa Pedro Moura, Crítico de BD.

PROGRAMA

QUADRADINHOS - HISTÓRIAS POSTADAS
DIA 30|01
21H INAUGURAÇÃO
POSH RITZ * (POST HIT DJ SET) com Paulo Scavullo & Sebastião Teixeira
DIA 09|02
17H Conversa com Marcos Farrajota, Editor
A EDIÇÃO INDEPENDENTE E O MERCADO DA BD EM PORTUGAL
www.gentebruta.pt.vu; www.chilicomcarne.com
DIA 16|02
17H Conversa com Geraldes Lino, Coleccionador, Militante da BD e dos
Fanzines
OS FANZINES
divulgandobd.blogspot.com
DIA 23|02
17H Conversa com Pedro Moura, Crítico de BD e Pedagogo
ESTÉTICA DA BD
lerbd.blogspot.com ou blogs.publico.pt/lerbd

Para mais informações, contactar:
Sílvia Escórcio
silvia.escorcio@yron.pt
T. 212442002 e 969117422

QUADR2.jpg

Publicado por jmachado em 05:26 PM | Comentários (0) | TrackBack

janeiro 24, 2008

O FESTIVAL DE BD DE ANGOULÊME COMEÇOU HOJE

cartaz angoul.jpg

Começou hoje o 35º Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême, o maior Festival de BD do mundo.

Estão lá alguns portugueses, para fazer a reportagem para o BDjornal (e não só), como Leonardo De Sá, João Miguel Lameiras, Filipe Pina e Filipe Andrade, estes dois últimos para promoverem em terras dos francos a BD BRK, a ver se pega... nunca se sabe.

Entretanto, quem quiser pode acompanhar o Angoulême 2008 AQUI no site do Festival, com desenvolvimentos diários.

Publicado por jmachado em 08:43 PM | Comentários (0) | TrackBack

janeiro 21, 2008

II YUKI MEET 2008 NO PORTO

KUENTROYUKIMEET01.jpg

II Yukimeet - Faltam 5 dias!

Realizar-se-á dias 26 e 27 de Janeiro o II Yukimeet, evento dedicado a manga, anime e à cultura japonesa, na Casa da Animação! Esta edição do festival celebra o Inverno e dá as boas-vindas ao novo ano à moda do país do sol nascente. A entrada é gratuita (excepto para as sessões de cinema) e promete aquecer o último fim-de-semana do mês de Janeiro da cidade do Porto. Veja o programa.

Durante os dois dias do evento estão a ser preparadas várias actividades: Cosplay (Representar e vestir a pele de uma personagem de ficção, normalmente de mangas, animes ou de videojogos); Troca de Presentes (dar e receber prendas de desconhecidos, ou talvez não); Concurso de desenho/ilustração; Concurso de bd/manga em 12 horas; Workshop de Artes Marciais e de língua Japonesa; Iniciação ao Origami entre outros.
Como conteúdos paralelos vai haver: Bar com comida japonesa – espaço instalado na entrada do recinto, onde se poderá obter alimentos tradicionais do Japão; Sessões de cinema de anime – projectadas no auditório da Casa da Animação e Exposições espalhadas pelos 3 pisos do edifício.

KUENTROYUKIMEETCART.jpg

Programa:

Sábado.

10h00 Abertura ao público com exposições(1) e Bar Japonês
11h00 Concurso de BD 12 horas (até às 23h)
11h15 Iniciação ao Origami, por Ana Vila Real
14h00 Aula de japonês, com Inês Madoka Rocha
16h00 Cosplay
19h00 Troca de Presentes
21h30 Cinema de Animação
24h00 Encerramento

Domingo

10h00 Abertura ao público com novas exposições(2) e Bar Japonês
10h15 Artes Marciais - Goju Ryu Karaté-Do, pelo ginásio New LP
14h00 Aula de japonês, com Inês Madoka Rocha
15h30 Iniciação ao Origami, por Ana Vila Real
17h00 (a confirmar)
18h00 (a confirmar)
19h00 Anúncio dos vencedores dos concursos de BD e Ilustração, entrega de prémios
19h30 Cinema de Animação
21h30 Encerramento

(1) As exposições estarão patentes durante todo o evento:

- "Bang Bang", de Hugo Teixeira
- Projecto "All girl-zine", várias.

(2) Exposição das BDs do concurso 12 horas!

Entrada Gratuita no evento
Bilhete de Cinema: 3€

Blogue Oficial do evento: www.yukimeet-porto.blogspot.com

O Local:

Casa da Animação
Rua Júlio Dinis Nºs 208 . 210
edifício Les Palaces
4050 . 318 Porto
Tel. : 225 432 770
E-Mail: mail@casa-da-animacao.pt

Para mais informações contactem:

Central Comics
Rua das Doze Casas, 22
4000-193 Porto
Tel: 225107430
E-Mail: geral@centralcomics.com
E-Mail: Yukimeet@gmail.com

Apoios: Papelaria Papel & Companhia, Ginásios New LP, Restaurante Gosho

Organização: Central Comics e Casa da Animação
Yukimeet criado por: Susana Ferreira e Diana Paiva.

MAPA:

KUENTROYUKIMEETMAP.jpg

Publicado por jmachado em 07:53 PM | Comentários (1) | TrackBack

REI EM EXPOSIÇÃO NAS LOJAS FNAC

capasREIpr.jpg

É na próxima sexta 25 de Janeiro pelas 18.30h na FNAC de Sta. Catarina (Porto), que inaugura a exposição de desenhos do livro REI, Rui Zink (arg) e António Jorge Gonçalves (des).

António Jorge Gonçalves irá mostrar imagens da estadia no Japão acompanhadas por uma selecção muito pessoal de música japonesa.

A exposição irá circular, durante este ano, por várias lojas FNAC.

rei.bmp

Publicado por jmachado em 07:47 PM | Comentários (6) | TrackBack

janeiro 20, 2008

PARALELOS - LOBATO NA BEDETECA DE BEJA

lobato2.jpg

PARALELOS
Exposição de fotografia e banda desenhada de Lobato


De 18 de Janeiro a 15 de Fevereiro de 2008
CAFETARIA DA CASA DA CULTURA

De 2º a 6º, das 9h00 às 20h00

Lobato nasceu em 1966, nas Galveias, Portalegre. Viveu parte da infância na ilha de Porto Santo, rodeado de mar e de distância, acabando por ir viver para Alverca do Ribatejo, outrora uma pequena e típica vila que o tempo acabou em parte por consumir.

Entre os muitos ofícios que teve (ou tem), contam-se os de músico, jornalista, professor e vendedor. Publicou poemas, escreveu sobre música, percorreu quilómetros de carro para projectar filmes nas aldeias, organizou exposições, fez milhares de coisas diferentes sempre a pensar nos outros, com a generosidade própria de quem nunca quis nada para si. Mas é (e presumo que será sempre) essencialmente um viajante.

As suas primeiras experiências fotográficas datam de finais dos anos 80, quando, ainda em casa dos pais, improvisou um laboratório fotográfico na casa de banho, onde passava horas a fio.

Condutor infatigável, apaixonado pelas estradas, pelos caminhos, pelas casas, pelas construções, acabou por fazer das viagens um pretexto para a fotografia, percorrendo parte do país à procura de um reflexo inesperado no retrovisor, a seguir a uma curva apertada.

Por vezes as suas fotografias assumem por si só o poder evocativo que Lobato lhes quer dar. Nesse caso aparecem isoladas, como elementos que se bastam a si próprios, embora transformados e transtornados pela cor e pelas colagens que executa.

Outras vezes junta fotografias em cadência, dá-lhes ritmo e tempo, acrescenta-lhes significado com os seus textos. É quando precisa de contar uma história. Esta paixão pela fotografia (indissociável da paixão pela viagem) e um gosto antigo pela banda desenhada, acabaram por motivar este encontro feliz, levando-o a adoptar uma linguagem muito própria, fruto da simbiose entre ambas.
O trabalho que agora expõe em Beja - guindastes, gruas, fábricas, estruturas metálicas, casas sobre casas – é um trabalho feito de espaços desabitados.

As suas fotografias, ou as suas bandas desenhadas realizadas a partir da fotografia, evocam sempre um sentimento de perda ou de solidão. É difícil encontrar uma figura humana no seu trabalho. Interessam-lhe mais as memórias, as ruínas. Porque a presença humana se manifesta e ganha força precisamente pela ausência. Interessa-lhe captar o instante como se fosse eterno, sem gestos do quotidiano, sem horas precisas a vincar a acção. Para depois o eternizar no papel.

Paulo Monteiro

Nota
A exposição pode ser visitada das 9h00 às 20h00, de 2ª a 6ª, na Cafetaria, mas a Bedeteca – situada no 1º andar da Casa da Cultura - encontra-se aberta às 2ªs feiras das 19h30 às 23h00, de 3ª a 6ª das 14h00 às 17h30 e das 19h30 às 23h00, e aos Sábados das 14h00 às 20h00.
Está disponível para consulta o fanzine Venham + 5 nºs 1, 2 e 4, onde se encontram publicados trabalhos do autor, nomeadamente as bandas desenhadas “Tinhas dez anos…”, “Vazio” e “Penosamente Sossegado”.

Bedeteca de Beja
Casa da Cultura
Rua Luís de Camões
7800-508 Beja
Portugal

Publicado por jmachado em 04:04 PM | Comentários (0) | TrackBack

janeiro 18, 2008

EXPOSIÇÃO DE BD NA BIBLIOTECA DE ODEMIRA

ODEMIRA.jpg

Biblioteca de Odemira promove exposição de Banda Desenhada

Entre os dias 12 e 31 de Janeiro, vai estar patente ao público uma exposição de Banda Desenhada na Biblioteca Municipal de Odemira, que reúne os trabalhos apresentados a concurso, no âmbito da 2ª edição da BDTeca.

A inauguração da exposição e cerimónia de entrega dos prémios do concurso estão agendados para as 17 horas de sábado, dia 12, no bar da Biblioteca Municipal de Odemira.

Promovida pelo Município de Odemira, o objectivo da BDTeca é despertar o interesse da população de todas as idades para a leitura de Banda Desenhada, através da promoção de diversas actividades na Biblioteca Municipal e em várias escolas do concelho, que decorreram entre os meses de Outubro e Dezembro de 2007.

Feira de livros de BD, workshops, acções de formação e várias exposições foram as iniciativas desenvolvidas, com destaque para o concurso de Banda Desenhada, que contou com trabalhos de participantes de diversos pontos do país.

São esses trabalhos que agora poderão ser contemplados, numa exposição hilariante…

A grande vencedora do Concurso de BD da BDTeca de Odemira é Sara Rodrigues Serrão, com o trabalho “A senhora”.

O 2º lugar foi atribuído ao trabalho “Laços de Ternura”, com argumento de André Bandeira de Oliveira e arte de Miguel Marreiros.

O 3º prémio foi ganho pelo trabalho “A rendição das flores brancas”, com argumento de André Bandeira de Oliveira e arte de Ricardo Baptista.

O júri decidiu atribuir ainda uma Menção Honrosa ao trabalho sem título da autoria de Luís Miguel Campos Guerreiro.

A exposição e entrega de prémios do concurso de BD vêm assim encerrar mais uma edição do projecto BDTeca, que este ano ganhou uma maior consistência e promoção a nível nacional.

Publicado por jmachado em 05:14 PM | Comentários (40) | TrackBack

janeiro 16, 2008

BANDA DESENHADA, ILUSTRAÇÃO E CARTOON, EM EXPOSIÇÃO NA CENTRAL COMICS

A exposição colectiva itinerante inaugurou no dia 3 de Novembro, na Junta de Freguesia de Santo Ildefonso (Porto). Depois passou pelo Espaço Musas e ainda pelo Espaço Casa Viva. Chegou agora à sua última paragem - ficará patente na loja Central Comics até dia 9 de Fevereiro.

CC01.jpg

Participantes:

Ivan Mendonça

Ivan Mendonça, mais conhecido como Ranhoca Muttante, Nasceu a 17 de Outubro de 1985, na sufocante cidade de São Paulo/BR.
Começou a interessar-se pelo desenho muito cedo e, mais tarde, pela BD, mas só em 2007, há escassos meses de completar 22 anos, começou a levar o seu traço mais a “sério”, sendo publicado em uma fanzine e escalado para ilustrar um cartaz de um concerto underground. O traço nasceu com ele, a sua escola provavelmente a genética, já que seus pais estavam/estão ligados as artes gráficas. Tem uma banda de punk/crust/grind, escreve prosa e poesia escatológicas e é um amante de cinema gore/marginal/underground.

Paulo Pinto

Autor acidental de BD, com participações nos jornais “A Voz de Ermesinde” e “Expresso” e nos fanzines “Succedâneo” e “Terminal” (Portugal) e “Milk & Wodka” (Suíça/Alemanha). Participações em diversos concursos / exposições de desenho humoristico um pouco por todo o mundo.
Mantém o blog http://www.paulopintoeescrevo.blogspot.com/.
Convém acrescentar que gostava de encontrar desenhadores para textos seus que estão na gaveta.

Rui Sousa

Alpha male e Alpha female, é uma forma de ironizar alguns aspectos da nossa sociedade actual. A procura de alcançar algo por meios próprios ou impróprios. A força do Homem, Homem racional que por vezes se torna irracional, daí o animal como elemento de representação. O “animal “ que não vê limites ou obstáculos para alcançar o que pretende embora mantenha uma aparência aceitável aos olhos de uma sociedade.

Marcos Farrajota

Nasceu em 1973 em Lisboa, onde reside. Trabalha na Bedeteca de Lisboa. Faz bd e fanzines desde 1992 (criou com Pedro Brito o Mesinha de Cabeceira que ainda hoje edita), criou a editora MMMNNNRRRG - para “gente bruta” - mas antes fundou a Associação Chili Com Carne em 1995.
Participou nos fanzines Publish or Perish (c/ Rafael Gouveia), Amo-te, Osso da Pilinha (c/ Joana Figueiredo), Stereoscomics Special SPX (França) e Milk & Wodka (Suiça), nos jornais Inside, Blitz e Free! Magazine (Finlândia) e nas revistas Bíblia, V-Ludo, 20 anos e Umbigo. Criou e escreveu a série “Loverboy“, em parceria com João Fazenda.
Tem textos sobre bd e fanzines em várias publicações: My Precious Things, Page, Biblioteca, La Guia del Comic (Espanha), Cru, Quadrado (3ª série), Underworld, Inguine Mah!gazine (Itália), e nos livros “Hoje, a bd - 1996/1999” e “Salão Lisboa 2003“.
Para além de alguns fanzines com apoio da Associação (os números 10, 11 e 12 do Mesinha de Cabeceira) estreiou-se na colecção LX Comics (da Bedeteca de Lisboa), cujos os primeiros volumes foram publicados a pretexto da exposição “Pranchas necessariamente incolores“. Com Pedro Moura desenhou a bd “História de Deus” nos três números da CriCa.

Rui Ricardo

Nasceu no Porto em 1974, onde frequentou a Faculdade de Belas Artes. Aos 15 anos começa a editar BD e ilustrações em diversas publicações e fanzines. Após 6 anos a trabalhar em animação e grafismos para a televisão (RTP, TVI, SIC, RTPN) dedica-se agora exclusivamente à ilustração como freelancer. As suas ilustrações têm sido publicadas em várias revistas, jornais e livros: Blitz, Sábado, Exame, Jornal de Negócios, Expresso, Ambar, entre outros. Tem também realizado ilustração para fora do país: The Times, The Telegraph, Bliss Magazine, Restaurant Magazine, Oxford University Press, MacMillan, FHM, UNICEF, entre outros.

CC1.jpg
Rui Sousa e Ivan Mendonça

VER AQUI: GALERIA COM TODOS OS TRABALHOS

Publicado por jmachado em 01:03 PM | Comentários (42) | TrackBack

EDIÇÕES POLVO EDITAM EM FRANÇA "Tu és a mulher da minha vida, ela a mulher dos meus sonhos"

polvo1.jpg

As Edições Polvo vêm desta forma anunciar a publicação em França da sua obra Tu és a mulher da minha vida, ela a mulher dos meus sonhos, de Pedro Brito (argumento) e João Fazenda (desenho) através da editora Six pieds sous terre, estando a edição prevista para o próximo mês de Fevereiro, sob o título Celle de ma vie, celle de mes rêves.

Tu és a mulher da minha vida… é um romance urbano, contemporâneo, que trata da relação entre um casal, ele escritor, ela pintora, servido por um traço negro, esboçado e graficamente inovador, e por agressivas pinceladas de vermelho.

O livro, em terceira edição no nosso país, foi vencedor dos prémios para "Melhor Álbum Nacional" e "Juventude" no Festival de Banda Desenhada da Amadora de 2000 e é unanimemente considerado pela crítica como um dos melhores livros da BD portuguesa dos últimos anos.

Ver Informações adicionais AQUI

polvofranc1.jpg

polvofranc2.jpg

Publicado por jmachado em 12:48 PM | Comentários (182) | TrackBack

janeiro 15, 2008

BLOGUE LERBD NO PÚBLICO ONLINE

O blogue LerBD, de Pedro Moura ficou a fazer parte do lote de blogues convidados do Público online desde dia 11. Aqui ficam a nota, imagens e links:

LERBD1.jpg

LERBD2.jpg

LERBD3.jpg

A entrada deste blog pode-se fazer a partir de agora ou pelo caminho habitual: LERBD, ou através da edição online do Público

Publicado por jmachado em 02:43 AM | Comentários (5) | TrackBack

janeiro 14, 2008

LEIA OS HORÓSCOPOS DA MODA FOCA

Modafoca01banner8001.jpg

Clique aqui: OS HORÓSCOPOS QUE PODEM MUDAR A SUA VIDA!!!

Publicado por jmachado em 04:32 PM | Comentários (0) | TrackBack

A GRADIVA REEDITA "WANYA - ESCALA EM ORONGO", de Augusto Mota (arg) e Nelson Dias (des)

Vem a propósito das reedições de BD já esgotadas, assunto muito referido no nosso post sobre a edição de Banda Desenhada com o jornal Público. Segundo a nota da Gradiva e do blog casamarela5b.blogspot.com, aquela editora prepara-se para reeditar Wanya - Escala em Orongo, a mítica BD dos anos 70, num pequena edição para coleccionadores:

capaw1.jpg
Capa da edição original, de 1972, da Assírio & Alvim.

Wanya – Escala em Orongo
Nelson Dias (desenho) e Augusto Mota (texto)

Numa pequeníssima tiragem comemorativa «só para coleccionadores», este álbum marcante na moderna banda desenhada portuguesa publicado nos anos 70 e merecedor das melhores referências da crítica especializada, é agora reeditado pela Gradiva. «O retrato metafórico de um país a preto-e-branco, sob o manto diáfano da fantasia. Wanya é a primeira banda desenhada adulta da idade adulta da banda desenhada portuguesa», tal como refere Rui Zink na nota introdutória que integra o livro.

«Fora de Colecção», n.º 291, 68 pp., € 15,00

Mas, segundo parece, com esta capa:

capaw2.jpg

Algumas imagens:

wanya.jpg
A imagem de cima, penso que seja da BD a cores, que Nelson Dias começou depois de Wanya e não chegou a completar. A de baixo é de Wanya - Escala em Orongo.

Quem foi Nelson Dias:

Nelson Dias nasceu a 1940 em Matosinhos, tendo concluído o Curso Complementar de Pintura em 1964, na Escola Superior de Belas Artes, Porto. Começou a lecionar em 1964/65 na área de Educação Visual na Escola Domingues Sequeira em Leiria, onde realizou vários trabalhos no campo de cenografia ligado ao grupo de teatro Miguel Leitão e participou em várias colectivas na Galeria Diedro. Realiza a sua primeira exposição individual na Galeria Quadrante, em 1968. Nos anos que se seguem realizou duas encomendas de tapeçaria e no campo da pintura e desenho desenvolveu em estudos e quadros, uma linguagem “Pop”, que nunca viera a público. Em 1972 a Editora Assírio & Alvim, publica o álbum de figuração narrativa Wanya - Escala em Orongo, com texto de Augusto Mota. Nos anos que se seguem inicia uma nova obra de figuração narrativa a cores, mas não chega a ser acabado. Entretanto Wanya é editado na Alemanha. Realizou ilustrações para o livro “Corpos Estranhos" de Alberto Pimenta.

Foi premiado na Bienal de Desenho da Cooperativa Árvore, no Porto em 1985; Em 1988 recebeu o prémio Villaamil, no 2º Concurso Internacional em Espanha; A 1991 é premiado na III Bienal de Escultura e Desenho das Caldas da Rainha; Em 1992 recebeu o Prémio de Pintura e foi capa do catálogo do V Concurso Internacional de Pintura de Freipurg; Está representado no Museu Eduardo Armindo Teixeira Lopes, no Museu Bello Pinero em Corunha – Espanha, e no Museu da Caixa Geral de Depósitos, e em inúmeras colecções Particulares.

Á data do seu falecimento, 1993, com 53 anos, exercia as funções de professor agregado de Pintura, na Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

nelsondias.jpg
Nelson Dias (1940-1993)

Visitem o blog http://casamarela5b.blogspot.com
e sobretudo o blog homónimo da obra: AQUI Onde se podem ver mais imagens de Wanya e uma entrevista aos autores em 1973.


Publicado por jmachado em 03:27 PM | Comentários (50) | TrackBack

janeiro 11, 2008

AINDA A COLECÇÃO A SER EDITADA PELO JORNAL PÚBLICO E EDIÇÕES ASA...

Chamo a atenção para o inusitado número de comentários (23 até agora) que o post sobre a Colecção de BD a publicar pelo Público e Asa está a ter e que revela alguma insatisfação pelas obras escolhidas para a colecção, ao mesmo tempo que faz transparecer a desilusão – que poderia ser subscrita por todos os bedéfilos portugueses - pelo actual momento editorial de BD neste país.

E dado que me parece relevante, coloco aqui, na página principal,
o comentário afixado por Nikopol, em 10Janeiro2008:

Aqui fica a lista de obras a publicar e respectivas datas:

#1/16-01-2008/Rosinski e Van Hamme/"Thorgal – O Filho das Estrelas"; "Thorgal – Alinoë"/96 páginas

#2/23-01-2008/Zep/"Titeuf – As Miúdas Ficam Banzadas"; "Titeuf – N’é Nada Justo"/96 páginas

#3/30-01-2008/Guarnido e Canales/"Blacksad – Algures entre as Sombras"; "Blacksad – Artic Nation"/104 páginas

#4/06-02-2008/Tabary e Goscinny/"Iznougoud vê estrelas"; "Iznougoud e o computador mágico"/96 páginas

#5/13-02-2008/Bilal/"A Feira dos Imortais"; "O Sono do Monstro"/120 páginas

#6/20-02-2008/Marini e Desberg/"A Estrela do Deserto" (2 capítulos)/120 páginas

#7/27-02-2008/Gibrat/"Destino Adiado" (2 capítulos)/112 páginas

#8/05-03-2008/Pellejero e Zenter/"Âromm – Destino Nómada"; "Âromm – Coração da Estepe"/96 páginas

#9/12-03-2008/Prado/"A Vida é um delírio"/96 páginas

#10/19-03-2008/Bess e Jodorosky/"O Lama Branco – O Primeiro Passo"; "O Lama Branco – A Segunda Visão"

A edição do Bilal - "A Feira dos Imortais"+"O Sono dos Monstros" não parece ter pés nem cabeça, mas enfim...

Publicado por jmachado em 03:08 PM | Comentários (49) | TrackBack

ENTREVISTA COM O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MOURA NO BLOGUE DO TEX...

Infelizmente soube ontem pelo Carlos Rico, que não se vai realizar este ano o Salão Moura BD uma vez que, devido aos apertos financeiros que se fazem sentir em quase todos os municípios, foi decidido pela Câmara que o Salão não se realizará este ano.

Entretanto o José Carlos Francisco realizou uma entrevista com o Presidente da Câmara Municipal de Moura: Dr. José Maria Prazeres Pós-de-Mina, para o blogue do TEX, de que deixamos aqui alguns excertos, indicando-se no final o link para aquele blogue, onde pode ler-se a entrevista na integra.

2782022.jpg

Porquê a aposta da Câmara Municipal de Moura na banda desenhada?

Dr. José Pós-de-Mina: A aposta na BD é uma aposta que me antecede na presidência da Câmara, mas temos procurado dar uma atenção especial a esta actividade, quer na sua relação com as escolas quer na promoção do concelho no exterior. Pensamos que temos importantes potencialidades a nível local (o Carlos Rico é disso exemplo) e entendemos que é chegada a hora de apostarmos com mais determinação na actividade da promoção que deve ser adequadamente conjugada com o Moura BD. É nisso que estamos a trabalhar actualmente e vamos lançar em 2008 um Programa de Promoção da Banda Desenhada que não se esgota na realização do Moura BD.

Na sua opinião, o Salão Moura BD atrai os jovens do Concelho de Moura e limítrofes, com a divulgação que se faz nas escolas?

Dr. José Pós-de-Mina: Julgamos que sim e o nível de participação comprova-nos embora como em tudo temos por hábito ser ambiciosos e almejamos sempre mais.

E quanto à população não escolar, o Salão é visitado por muita gente e visto pelos habitantes da cidade e Concelho como uma mais valia cultural, ou nem por isso?

Dr. José Pós-de-Mina: Aqui gostaríamos de dar mais passos firmes e por isso queremos lançar o programa de promoção a que já fiz referência.

A aposta de Beja numa Bedeteca, parece ter sido ganha, dado o crescente interesse dos jovens bejenses (e não só) por ela. Será que Moura vai ter a sua Bedeteca, ainda que eventualmente integrada na Biblioteca Municipal, mas com fundos próprios? Se sim, para quando se prevê a sua efectivação?

Dr. José Pós-de-Mina: Por princípio entendemos que não temos que estar todos a fazer a mesma coisa. Entendemos que agora a prioridade é o programa de promoção e não descartamos a possibilidade de criar uma Bedeteca. Mas não gostaríamos que fosse apenas um processo de mudança de nome ou de maquilhagem de alguma coisa que já temos, mas sim um processo com qualidade e que representasse um autêntico valor acrescentado para a cultura do concelho. Embora seja um objectivo, não temos de momento data prevista para a Bedeteca.

Entrevista conduzida por José Carlos Francisco, com a colaboração de Jorge Machado-Dias e Pedro Cleto na formulação das perguntas.

O link para o blogue do Tex é ESTE.

2456904.jpg

Publicado por jmachado em 02:42 PM | Comentários (178) | TrackBack

janeiro 09, 2008

TINTIN EM EXPOSIÇÃO NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DO PORTO

Estava a esquecer-me desta exposição... Felizmente que decorre até 31 de Janeiro e ainda dá tempo para que os interessados a visitem.

Aqui fica o comunicado da Biblioteca Municipal de Porto e o respectivo cartaz:

Exposição
HERGÉ, TINTIN & C.ª NA BANDA DESENHADA PORTUGUESA: A COLECÇÃO DE BD DA B.P.M.P

A Biblioteca Pública Municipal do Porto tem patente ao público nas suas instalações, de 3 de Dezembro de 2007 a 31 de Janeiro de 2008, a Exposição HERGÉ, TINTIN & C.ª NA BANDA DESENHADA PORTUGUESA: A COLECÇÃO DE BD DA B.P.M.P.

A propósito do Centenário do Nascimento de Georges Prosper Remi, vulgo Hergé (1907-1983), que teve em Portugal a primeira publicação a cores das aventuras de Tintim, nas páginas do Papagaio (1936), a B.P.M.P., com base nas suas colecções documentais, apresenta uma exposição com as publicações periódicas que fazem parte da História da Banda Desenhada em Portugal, nas quais os seus heróis foram editados, juntamente com toda a sua obra editada em álbuns em Língua Portuguesa.

A Exposição poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, entre as 14:00 e as 17:30 horas. A realização de visitas guiadas poderá ser feita mediante marcação prévia (através do e-mail bpmp@cm-porto.pt ou do telefone 22 5193480 – Ext. 1417).

A entrada é livre.

CARTAZTINTINPORTO2.jpg


Publicado por jmachado em 01:58 PM | Comentários (9) | TrackBack

O PÚBLICO E A ASA LANÇAM MAIS BANDA DESENHADA

O jornal Público e as Edições Asa vão lançar com o jornal, às quartas-feiras, a partir de dia 16 de Janeiro, uma nova colecção de 10 livros de Banda Desenhada.

O Público confirma assim a sua disposição de divulgar a BD, depois das colecções de Corto Maltese, Lucky Luke, Tintin, Spirou, etc… chega a vez de uma Colecção de Grandes Autores de BD.

Lugar para Rosinski e Van Hamme, Zep, Canales e Guarnido, Goscinny e Tabary, Bilal, Marini e Desberg, Gibrat, Zenter e Pellejero, Miguelanxo Prado, Jodorowsky e Bess.

Cada livro terá 2 histórias e custará € 6,90 + o preço do jornal.

Isto confirma ipso facto o que aqui disse Carlos Pessoa, no post de 28 de Dezembro. Mas nós já o sabíamos, claro…

publicobd2.jpg

Publicado por jmachado em 01:46 PM | Comentários (81) | TrackBack

janeiro 07, 2008

EXPOSIÇÃO "HONEY TALKS" NA BEDETECA DE LISBOA - INAUGURA dia 12 de Janeiro, às 17h

No começo de 2008, Lisboa vai receber a exposição de originais de
HONEY TALKS : BANDA DESENHADA INSPIRADA EM PLACAS DE COLMEIA PINTADAS

bdlx1.jpg

Tendo a exposição já viajado por quase toda a Europa, “Honey talks” é um projecto editorial de banda desenhada, materializado numa bela caixa de livros editada em 2006 pelo colectivo esloveno Strip Core. Este colectivo edita igualmente a revista Stripburger e várias antologias temáticas como a Stripburek. Estas publicações recolhem e promovem a produção de banda desenhada dos países da Europa de Leste. No Salão Lisboa 2003 esteve patente uma exposição de autores de leste, produzida por este colectivo.

Como o subtítulo indica, as bd’s são inspiradas nas pinturas realizadas em painéis de madeira que decoravam as colmeias. Estas pinturas fizeram parte de uma tradição eslovena de arte popular, entre os finais do século XVIII e meados do século XX. Os apicultores pintavam os painéis que protegiam as colmeias com motivos de vária ordem, aparentemente, diziam, para as abelhas reconhecerem a sua respectiva colmeia. A apicultura era um negócio rentável e quem tivesse as pinturas mais brilhantes representava, no mundo rural, uma maior prosperidade. Os temas eram religiosos, seculares, caricatura de costumes, animais bizarros ou cenas históricas, pintadas de uma forma “bruta” ou naïf, pelos proprietários das colmeias. Esta tradição de dois séculos persiste no imaginário colectivo e, actualmente, os painéis de colmeias pintados ainda existem na Eslovénia, sob a forma de artesanato, reproduzindo-se réplicas pintadas à mão a partir dos originais expostos no Museu Etnográfico do país.

Pakito Bolino, mentor do colectivo francês Le Dernier Cri e coleccionador de excentricidades culturais, numa visita a um mercado em Liubliana ao descobrir estas réplicas sugeriu que se podiam fazer bandas desenhadas baseadas nestes elementos pictóricos e nas histórias contadas. Dito e feito: o colectivo Stripcore concretizou este curioso projecto, repetindo uma fórmula do passado, através da edição de uma caixa que inclui uma série de livros de bd de vários autores de diferentes nacionalidades – tal como aconteceu com os dois volumes do Mini-Burger.

Os dez autores seleccionados, cujos originais poderão ser vistos entre 12 de Janeiro e 29 de Fevereiro na sala de exposições da Bedeteca de Lisboa, são a alemã Anke Feuchtenberger, também presente no Salão Lisboa 2003, o francês Matthias Lehmann, editado em Portugal pela Polvo, os eslovenos Jakob Klemencic, editado pela Polvo, mas também pela revista Quadrado e pela Associação Chili Com Carne, Koco editado na revista Quadrado, Matej Lavrencic, editado na revista Quadrado, a israelita Rutu Modan, do colectivo Actus Tragicus, o holandês Marcel Ruijters , editado pela Polvo, o húngaro Milorad Krstic, o croata residente nos EUA Daniel Zezelj e o sérvio Vladan Nikolic. Os autores basearam-se nas imagens cedidas pelos Museu Etnográfico Esloveno e Museu da Apicultura de Radovljica para realizarem as suas reinterpretações pós-modernas.

Na exposição poderão ainda ser vistas réplicas dos antigos plainéis de colmeias, novos painéis pintados por autores eslovenos, uma curta-metragem de animação de Matej Lavrencic; e pequenas esculturas de Andrej Štular e Petra Stare.

Na inauguração, dia 12 de Janeiro, às 17h, estarão presentes Jakob Klemencic e o editor da Stripburger, David Kracan, para uma apresentação dos projectos da Stripcore e para troca de experiências com os interessados.

bdlx2.jpg
Alvearium de Marcel Ruijters

bdlx3.jpg
The king of bees de Anke Feuchtenberger

bdlx4.jpg
The hunters daughter de Rutu Modan

Bedeteca de Lisboa
Palácio do Contador-Mor
Rua Cidade de Lobito, Olivais Sul
Olivais
1800-088 Lisboa
Portugal
Telefone 21 853 66 76
Fax 21 853 21 68
web www.bedeteca.com
Horário 2ª/6ª: 10h-19h
Transporte Carris: 10, 21 ... Metro: Olivais (Linha Vermelha)

Publicado por jmachado em 03:18 PM | Comentários (410) | TrackBack

ENTREVISTA COM WILL EISNER NA REVISTA "PÚBLICA", DO JORNAL PÚBLICO DE DIA 6JAN08

Will Eisner esteve no Festival Internacional de BD da Amadora de 1994, convidado pelo Paulo Costa, sócio co-fundador da então Más Companhias Comics (actual BDMania) e o jornalista Luís Villalobos fez-lhe uma entrevista para, em princípio, ser publicada no semanário Se7e, o que não se verificou. Assim, a entrevista foi parar à gaveta e lá esteve 14 anos. Agora, o jornal Público publicou-a na sua revista dominical Pública, para recordar o 3º aniversário da morte de Eisner.
E eis como uma peça que parecia perdida, vê a luz do dia para gaudio dos admiradores do mestre.

eisner.jpg

Publicado por jmachado em 08:51 AM | Comentários (157) | TrackBack

janeiro 06, 2008

A "MODA FOCA" JÁ TEM UM BLOG

Modafoca01banner800.jpg

O Projecto da Revista Moda Foca, já tem um blog, para se poder acompanhar a sua evolução. AQUI, ou no link, na coluna da direita, no respectivo logo.

Publicado por jmachado em 12:34 PM | Comentários (7) | TrackBack

CRÍTICA A SEXO, MENTIRAS E FOTOCÓPIAS NO JL-JORNAL DE LETRAS, ARTES E IDEIAS

No JL-Jornal de Letras, Artes e Ideias, de 2 de Janeiro 2008*, saíu uma crítica ao Sexo, Mentiras e Fotocópias, de Álvaro, por João Ramalho Santos.

Aqui fica, para quem não tenha por hábito ler o JL:

JL.jpg

JL1.jpg

JL2.jpg

(*) A Inês tinha toda a razão no comentário que fez. O JL é de dia 2, mas como indica o período de "validade": 2 a 15 de Janeiro, nem reparei e coloquei a data de 15. As minhas desculpas a todos.

Publicado por jmachado em 11:45 AM | Comentários (49) | TrackBack