Logo da Newsletter da rede de Bibliotecas Escolares

newsletter

Nº 2 - Março - 2007


SERVIÇO DE APOIO ÀS BIBLIOTECAS ESCOLARES

DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE PALMELA

 

Experiência na área da formação

 

 


Olga Cidades *

Queremos destacar, em primeiro lugar, a satisfação que o trabalho desenvolvido com as bibliotecas escolares do concelho de Palmela nos proporciona, na medida em que nos permite um relacionamento próximo com os professores e auxiliares de acção educativa, vivenciar as suas expectativas e partilhar conhecimentos e preocupações que nos são comuns e verificar que a formação em biblioteconomia é já uma realidade para alguns deles. Contudo, a nossa actividade, neste contexto, coloca-nos perante a evidência, de que ainda há bastante investimento a fazer-se.

 

A experiência de todos nós também nos diz que para a formação se deve estabelecer um início e nunca um fim. A meta é a formação contínua, a aprendizagem ao longo da vida.

 

Imagem do Pólo da Marateca da Biblioteca Municipal de Palmela

 

Formação que passa por dotar, quem trabalha nas bibliotecas escolares, com as competências técnicas necessárias, esclarecer sobre o seu funcionamento, organização e gestão e fazer compreender a missão, o papel e a função que as bibliotecas escolares desempenham no contexto da escola.

 

O SABE, da Rede Municipal de Bibliotecas Públicas do Concelho de Palmela, presta o apoio habitual destes serviços: apoio na criação e instalação de novas bibliotecas; aquisição de mobiliário, equipamento e fundos; tratamento técnico dos fundos documentais (classificação, atribuição de cotas e catalogação), bem como o acompanhamento dos projectos já em curso, nas várias bibliotecas e também no que respeita ao desenvolvimento e consolidação de uma rede concelhia de bibliotecas escolares. Um exemplo concreto desta dinâmica é o projecto, já em fase de concretização, relativo à constituição do Catálogo Bibliográfico Colectivo para as Escolas Básicas do 1º Ciclo, que em breve contamos disponibilizar via Internet. Em fase de preparação está a constituição de um catálogo bibliográfico, igualmente colectivo, para as escolas EB23 e Secundárias do concelho

 

O nosso concelho só integrou a Rede em 2005, mas a Biblioteca Municipal já tinha experiência de trabalho com as escolas no apoio às suas bibliotecas e na formação das respectivas equipas. Após um ano lectivo de trabalho efectivo orientado pelo SABE, está chegada a altura de passar à etapa seguinte, isto é, estabelecer um plano de acção em parceria com as nossas escolas, pois pensamos que é fundamental investir nesta área.

 

Mas, como dissemos, temos uma experiência de alguns anos no apoio à formação. De facto, temos vindo a realizar acções desde 2000, das quais destacamos as seguintes:

 

2000 - O SIGARE e as BE (SIGARE – software de gestão de biblioteca existente em algumas escolas);

2001 e 2003 – CDU – Instrumento de classificação e atribuição de cotas;

2003 – Tratamento documental de publicações periódicas;

2006 - Catalogação, classificação e cotação de documentos audiovisuais e multimédia (ficção e música)

Para este ano, em resposta ao plano de formação apresentado pela RBE, e atendendo ao facto de, nos anos anteriores, termos investido mais na área da gestão documental, procurámos dedicar a nossa atenção ao papel da biblioteca na formação dos alunos na área das literacias da leitura e da informação, nesse sentido resolvemos apoiar a realização da acção  – As bibliotecas escolares e as literacias do séc.XX, (uma acção para o pré-escolar e 1º Ciclo e outra acção para os 2º e 3º Ciclos e ensino secundário).

 

O que é importante salientar em relação à concretização destas acções de formação passa pelos seguintes aspectos:

 

· Adequarem-se às necessidades específicas que as escolas do concelho manifestam sentir.

Refira-se que no concelho de Palmela existe o Grupo de Trabalho das Bibliotecas Escolares, do qual o SABE é um parceiro, e em cujas reuniões a questão da formação é um dos assuntos tratados. Dessa forma é possível saber, em concreto, em que áreas é necessária a formação, se a mesma é uma necessidade das escolas em geral, ou de alguma em particular.

 

· O facto das acções poderem ser pontos de partida para o desenvolvimento de trabalhos posteriores.

Por exemplo, decorrente da acção sobre CDU, desenvolveu-se com a equipa de uma escola, um plano de cotação, e foram criados instrumentos de trabalho em conformidade. Na acção de formação de catalogação e classificação de documentos audiovisuais e multimédia, pelo facto das escolas do concelho, ainda não terem o fundo ficção e música classificado e cotado, o Grupo, após a formação reuniu-se e foram debatidas as vantagens e inconvenientes da utilização das várias Tabelas, definindo-se  as que seriam utilizadas.

Estabeleceu-se que este procedimento seria regra a aplicar no trabalho  a desenvolver com todas as escolas do concelho.

 

· Por não se cingirem apenas a questões relacionadas com o tratamento técnico documental.

O contributo que os professores podem dar às bibliotecas escolares, não se esgota na execução das tarefas de tratamento técnico documental, ou pode mesmo, nem as contemplar. As competências pedagógicas dos professores são um recurso valioso para as bibliotecas escolares.

Sendo a biblioteca escolar uma estrutura educativa e pedagógica, o papel que os professores aí podem desempenhar no processo ensino-aprendizagem, é determinante, nomeadamente através dos serviços e apoio a prestar aos utilizadores.

 

Deve ainda ser referido que algumas acções de formação foram realizadas exclusivamente pelo SABE, enquanto que outras foram realizadas através do Centro de Formação de Professores de Palmela, órgão com o qual mantemos ligação. Apostou-se igualmente em modalidades diversificadas de formação desde cursos a círculo de estudos.

 

Nestas acções de formação procuramos que, para além dos professores, sejam envolvidos, também, os Auxiliares de Acção Educativa que trabalham nas bibliotecas escolares.

 

Conscientes que, na área da formação das equipas, somos um dos parceiros no terreno e que muito há ainda a fazer, queremos deixar claro, contudo, a nossa determinação e empenho, na medida das nossas possibilidades, em contribuir , nesta medida para a missão das bibliotecas escolares.

 

* Responsável pelo Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares (SABE)

da Biblioteca Municipal de Palmela

[ Página inicial ][ Página anterior ] 

[Acesso ao sítio da RBE][ Topo da página ]