...
08/10/2014 | 04:37 | MOBILE | RSS
RSS
+-TEXTO

Por Tiago Figueiredo Silva

PUB
Antigo presidente do banco vai aguardar pela auditoria forense feita pelo Banco de Portugal

Ricardo Salgado promete falar sobre queda abrupta do BES

Ricardo Salgado, antigo presidente do BES
04/08/2014 | 18:13 |  Dinheiro Vivo

Ricardo Salgado vai pronunciar-se sobre a queda abrupta do BES, mas não agora. O antigo presidente do banco prefere aguardar pelas conclusões do relatório da auditoria forense que está a ser feita pelo Banco de Portugal e, só depois, irá falar sobre o que provocou a crise e o desfecho do BES.

Num comunicado curto, o antigo presidente do BES adianta que "aguarda pelas conclusões do relatório da auditoria forense realizada às contas do Banco Espírito Santo, relativas ao primeiro semestre de 2014, que está a ser feita pelo Banco de Portugal e pela PwC , momento em que se reserva o direito de se pronunciar sobre as mesmas".

Ricardo Salgado acrescenta, no documento, que "quando o tempo e o contexto permitirem uma análise objetiva e serena do que precipitou a queda abruta do valor do BES e a consequente intervenção do Estado" irá "pronunciar-se sobre o que, na sua perspetiva, provocou esta crise e o seu desfecho".

Ontem, o Banco de Portugal separou o BES em duas instituições - o Novo Banco e o BES-mau -, capitalizou, através do fundo de resolução, a nova instituição com 4,9 mil milhões de euros, e colocou os acionistas e detentores de obrigações subordinadas a suportarem as perdas do BES-mau.

O Novo Banco foi capitalizado este fim-de-semana em 4,9 mil milhões de euros através do Fundo de Resolução - que é, desde hoje, o único acionista do banco. Aos 380 milhões de euros do Fundo de Resolução, juntam-se os 4,4 mil milhões de euros da linha de recapitalização e mais 120 milhões dos bancos privados que contribuem para o fundo.

Ricardo Salgado vai promete pronunciar-se sobre a queda abrupta do BES

Envie o Seu Comentário

Caracteres disponíveis: 250 caracteres
enviar

Se está registado, faça Login

Email: Password:
Seja o(a) primeiro(a) a comentar
Opinião&Blogs
Ello, a rede anti-Facebook
Por  Ana Rita Guerra
13:22
Os problemas do euro   Por  Ricardo Reis
07:56
A hora é de Marina   Por  João Almeida Moreira
02:21
Slideshows