52.4.2 Casa dos Tiagos
TOPO Rua do Porto
EDIFÍCIO ISOLADO
ARQUITETURA DOMÉSTICA
IMÓVEL DE INTERESSE PÚBLICO (Resolução nº7/99, de 11 de Fevereiro)
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XIX
DESCRIÇÃO: Ruína de casa solarenga, implantada numa plataforma proeminente na encosta que desce para o porto, numa das pontas do Topo, junto à antiga Ermida de São Lázaro que está implantada numa plataforma mais baixa, a sudeste da primeira.
Tem planta em “L”, sendo o braço maior paralelo à rua, com a fachada principal voltada a nordeste, acompanhada a todo o comprimento por um enorme balcão lajeado. Tinha onze vãos (duas portas intercaladas por grupos de três janelas muito juntas). No extremo direito do balcão, junto às ruínas de uma dependência alinhada com a fachada principal, há alguns degraus de acesso. No extremo oposto, o balcão termina numa escada que desce para a plataforma da ermida. Na fachada sudeste, completa até à cornija, abrem-se quatro janelas de peito. A eixo há uma pilastra que assinala o topo de uma parede mestra que atravessa toda a construção paralelamente à fachada principal. Do trabalho de cantaria destacam-se as molduras dos vãos, de verga ligeiramente curva, as ombreiras prolongadas de modo a unir o soco à faixa sob a cornija e os aventais recortados em relevo.
O corpo da cozinha corresponde ao pequeno braço do “L” que é perpendicular ao extremo noroeste do tardoz do corpo principal. Está subdividido, tendo a secção sudoeste, onde se encontram o lar e as bocas dos fornos, as paredes alteadas (é uma cozinha/fumeiro). São ainda visíveis as copeiras embutidas nas paredes de alvenaria, as conversadeiras nos vãos das janelas e, na cozinha/fumeiro, os poiais e a grande pia encastrada num dos cantos.
A ermida, localizada a sul da habitação, tem a fachada voltada a nascente e apenas conserva as paredes exteriores. A respetiva plataforma murada funciona como adro (primitivamente ajardinado) e é acessível diretamente da rua por um escadório na face nordeste.
O imóvel é construído em alvenaria de pedra e tem vestígios de reboco e caiação.
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Ruína
FUNÇÃO INICIAL: Habitação
DATA DE LEVANTAMENTO: 2008-07-26




seguintes >
mapa: 4
São Jorge. Calheta
Inventário do Património Imóvel dos Açores