Economia

Governo garante: não vai haver borlas na ponte 25 de Abril em agosto

Pedro Marques, ministro do Planeamento, adianta à TSF que o governo não está sequer "a analisar a questão". A impedir que a travessia da ponte seja gratuita estão "constrangimentos orçamentais".

O regresso da isenção de portagens na ponte 25 de Abril não está em cima da mesa. A medida que vigorou durante vários anos vai continuar suspensa este verão.

"O governo não está neste momento a analisar essa possibilidade. Há constrangimentos orçamentais, por isso essa possibilidade não está sequer a ser analisada nesta fase. Portanto o nosso compromisso, que estamos a cumprir, tem a ver com a redução de portagens no interior. Esse era o passo que queríamos dar para o desenvolvimento nas populações do interior e que vamos dar hoje".

O governo contraria assim a vontade da Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul (CUTMS) que exige a isenção de portagens na ponte, pelo menos, durante o mês de agosto.

Luísa Ramos porta-voz da Comissão de Utentes não entende a justificação de Pedro Marques, lamentando "que se repitam os argumentos do governo anterior". Para Luísa Ramos, o executivo socialista demonstra assim a mesma "subserviência a Bruxelas". Com estas declarações do ministro do Planeamento, a porta-voz dos utentes acredita que o buzinão marcado para amanhã "vai ganhar ainda mais força".

A medida deixou de vigorar em 2011, quando o governo PSD/CDS decidiu acabar com a isenção do pagamento das portagens na Ponte 25 de Abril durante o mês de agosto.

A Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul agendou para amanhã, quinta-feira, às 8 horas, um buzinão na Ponte 25 de Abril contra o pagamento das portagens em Agosto.

  COMENTÁRIOS